31 de outubro de 2011

Segunda Saudável: Cenoura

Cenoura: rica em vitaminas
A história da cenoura começa ainda na Antiguidade, período em que era cultivada na região do Mar Mediterrânio e usada como planta medicinal. O vegetal, de origem afeganistã, era cozido em ensopados para auxiliar na recuperação de doentes. No século XIII ela se popularizou na Europa, de onde mais tarde migrou para a América. O consumo de cenoura crua, em forma de salada, ganhou as mesas apenas no século XX.

Hoje em dia,um alimento tão comum em feiras e supermercados,é uma excelente fonte de betacaroteno, não é a toa que nossas avós sempre diziam que para ajudar a ter aquele bronzeado era preciso comer muita cenoura. Isso porque o betacaroteno prepara a pele para o sol e ajuda a manter a cor dourada do verão.

As propriedades

Essa incrível raiz não tem só isso de bom, ela é um excelente antioxidante, ajudando a manter a pele saudável, e também ajuda a prevenir alguns tipos de câncer, principalmente o de pulmão, mesmo em ex-fumantes.

A cenoura também ajuda a diminuir o colesterol ruim do sangue, protege as artérias e combate infecções aumentando a imunidade. Além disso previne catarata, degeneração macular, doenças de pele, manchas e rugas. Nas mulheres reduz as chances de derrame, desde que consumida diariamente.
E ela não pára por ai: fortalece os músculos, combate a anemia, previne cálculos renais e é coadjuvante no tratamento de diabetes.

Tudo isso porque, além de seu alto teor de betacaroteno, também possui quantidades expressivas das vitaminas A, C, B2 e B3, e os minerais cálcio, potássio e fósforo.

Como consumir

O ideal é consumir a cenoura crua, assim ela não perde nada de suas propriedades nutricionais. Pode ser ralada para acompanhar saladas ou na forma de sucos, sendo que seu suco é desintoxicante do organismo. Bolos, purês, tortas, suflês e refogados são apenas algumas sugestões de como ela pode ser consumida.

Emagrecendo com suco de cenoura

Cada 100 gramas de Cenoura contém 51 kcal.

A cenoura, por possuir fibras, também pode contribuir para o processo de emagrecimento. Tomar seu suco batido no liquidificador com um pouco de água diariamente ajuda a eliminar as gorduras, graças as fibras. Não esqueça de tomar muita água durante o dia. Se quiser diminuir a ansiedade de comer, acrescente junto ao suco um pouco de espirulina em pó, ela é uma alga que inibe a fome, você encontra em casa de produtos naturais.

Por ser tão nutritiva é recomendado comer pelo menos três vezes por semana. Para a compra escolha cenouras lisas, firmes, sem deformações ou rugas, de cor uniforme(manchas verdes dão sabor forte e desagradável).Conservada na geladeira a cenoura permanece em boas condições por 1 a 2 semanas.

A cenoura é indispensável em uma alimentação saudável. Não deixe de incluir em sua dieta!

Fonte: Wikipédia

Artista da semana...Cazuza!


Cazuza é considerado hoje um dos maiores poetas do rock nacional. Rebelde e lírico, sempre foi uma mistura interessante.

Nasceu no Rio de Janeiro no dia 4 de abril de 1958 com o nome de Agenor Miranda de Araújo Neto, mas ficou conhecido nacionalmente por Cazuza. Teve uma certa dificuldade para descobrir que seu negócio era música. Antes de fazer sucesso foi funcionário da Som Livre, fez cursos de fotografias, trabalhou em peças teatrais. E foi exatamente em um espetáculo teatral, "Pára-quedas do coração" que se viu fazendo o que queria: cantar.

Em 1981 encontrou-se com as pessoas que viriam a se companheiros de estrada. Conheceu Roberto Frejat, Dé, Maurício Barros e Gutti Goffi (guitarra, baixo, teclados e bateria, respectivamente) que estavam procurando um vocalista para a banda Barão Vermelho que, nesta época, ainda não tinham um trabalho próprio. Surgia aí a grande Banda Barão vermelho. O caminho foi o tradicional. Tocavam em alguns teatros, fazia o difícil trabalho de divulgação até o produtor Ezequiel Dias ouviu uma fita demo do grupo. Mostrou a Guto Graça Mello, diretor artístico da Som Livre e tiveram que convencer o pai de Cazuza, João Araújo, a lançar o próprio filho.

O começo foi humilde. Uma produção barata e um disco gravado as pressas que agradou o classe artística, tanto que Caetano Veloso viria a gravar futuramente "Tudo que houver nessa vida", música que encabeçava este primeiro trabalho.

Neste momento já começava a se delinear o letrista Cazuza. Além de ser um cantor instigante, com sua atitude rebelde, assumidamente bissexual, aparecia o poeta. Um tipo de letras que falava de dores, de sofrimento, de paixões. Recheando ritmos como baladas, rocks juvenis e blues, essas letras causaram intenso impacto.

Em 83 foi lançado o segundo disco "Barão Vermelho 2" que não fez assim tanto sucesso. Vendeu mais que o anterior, mas não passou dos 15 mil exemplares vendidos. Mas conseguiu manter a qualidade do repertório e chamou mais atenção para o grupo. A dupla Cazuza/Frejat estava se consolidando, tanto que Ney Matogrosso primeira estrela nacional a gravar uma composição deles, resolveu fazer uma releitura da música "Pro dia nascer feliz".

O sucesso viria um pouco mais tarde, com a música "Bete Balanço", encomendada para ser a música-título do filme de Lael Rodrigues, e que foi gravada em um compacto. A aceitação foi tanta que "Bete Balanço" foi incluída no terceiro disco, "Maior Abandonado" e este vendeu mais de 60 mil cópias.

Em 85 Cazuza decide seguir a carreira solo. Em novembro lança o álbum "Cazuza" que traz parcerias (além de Frejat, que continuou amigo e parceiro) com Ezequiel Neves, Leon e Reinaldo Arias. É uma nova fase para Cazuza. Seus shows são mais elaborados e o público reconhece seu valor. No entanto ele já sabia que estava doente. Um novo exame confirma o vírus da Aids. Em 87 foi para Boston, onde ficou dois meses, e começo o tratamento com AZT. Quando voltou, gravou o disco "Ideologia", onde falava de suas experiências com a perspectiva da morte e ainda tocava em assuntos relacionados a questões sociais do país.

No ano seguinte ganha o prêmio SHARP como melhor cantor de pop-rock e de melhor música pop-rock. Estava madurando a sua carreira. O show "Ideologia", dirigido por Ney Matogrosso viaja por todo o país, vira um programa na Rede Globo e é gravado para ser transformado em um disco, "Cazuza ao vivo, o tempo não pára". Este disco vende mais de 560 mil cópias e é o registro dos maiores sucessos de sua carreira.

Apareceu na capa de uma revista semanal assumindo que estava com Aids. Foi um baque nacional. Era a primeira personalidade pública a assumir que estava doente. Talvez a proximidade com a morte o tenha levado a compor compulsivamente. Em 89 gravou o álbum duplo "Burguesia" que viria a ser seu último registro musical. Morreu no Rio de Janeiro, em 7 de julho de 1990, com 32 anos de idade.

Curtam agora “Exagerado”...uma das minhas favoritas. Grande abraço e até semana que vem.

Long Live, Rock´n Roll \o/


 

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta nossa Fanpage!

Receber Receitas

Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Arquivo do blog

Visitantes