30 de julho de 2013

Parafuso com Linguiça e Abobrinha


Mais uma receita de massa bem gostosa para o dia a dia. Tudo muito simples, saboroso e muito fácil de fazer. Gostou da ideia? Então, faça hoje mesmo!



Ingredientes:
01 pacote de macarrão do tipo parafuso
01 kg de lingüiça bovina (fininha)
01 cebola grande em cubinhos
01 abobrinha em rodelas
03 dentes de alho picados
02 tomates médios em cubinhos
½ xícara (chá) de azeitonas verdes sem caroço
½ xícara (chá) de cheiro verde
01 colher (sobremesa) de azeite
Sal a gosto
Pimenta a gosto
Orégano a gosto


Modo de Preparo:

Coloque a lingüiça em uma panela e cubra com água. Leve ao fogo até cozinhar. Após, escorra a água, retire a película da lingüiça e corte-a em rodelas. Reserve.

Cozinhe o macarrão conforme as instruções da embalagem. Reserve.

Em uma panela, doure o alho e a cebola no azeite. Acrescente a lingüiça cozida e em rodelas e deixe refogar por, aproximadamente, 5 minutos. Junte o tomate e os temperos (sal, orégano e pimenta) e apure por 10 a 15 minutos em fogo baixo.

Finalize o refogado com as azeitonas e o cheiro verde. Incorpore ao macarrão cozido.

Se preferir, dê um toque de queijo ralado.

Bom Apetite!

29 de julho de 2013

Segunda Saudável: Louro

Fonte: Google Imagens
Árvore originária do Mediterrâneo. Varia entre 5 e 10 m podendo atingir até 20 m de altura. Suas folhas são vistosas e têm odor forte e paladar amargo. O seu fruto é do tipo baga e quando maduro tem cor negra. A madeira dessa árvore é de excelente qualidade.

Na Grécia Antiga as coroas confeccionadas com ramos de louro eram o símbolo da vitória para os atletas e heróis nacionais. Esse costume também foi herdado na Roma na época dos Césares. Por isso o termo laureado deriva justamente do gênero Laurus.

Na culinária é ideal no preparo de molhos, legumes, assados, caldos, ensopados, frutos do mar, em massas e conservas.Amassando as folhas seu óleo essencial é liberado lentamente, tornando perfeito a cozimentos longos. Uma folha apenas pode dar vida ao feijão e algumas verduras. Indispensável na vinha d'alhos e no tempero de carnes. A folha deve ser retirada antes de se servir a refeição, pois é ruim de mastigar e torna o prato deselegante.

Possui propriedades medicinais para reumatismo, estômago, etc.

O chá das suas folhas é indicado em caso de problemas com a digestão.

Na ilha da Madeira, o óleo obtido da baga do loureiro endêmico, possui propriedades anti-inflamatórias, sendo utilizado localmente como remédio caseiro para diversos males.


Fonte: Mulher de Classe / Cine e Séries


As Músicas Mais Marcantes do Cinema: Tubarão (Jaws - 1975)



Com trilha sonora de John Williams, o thriller de terror Tubarão é considerado um clássico do cinema, se tornou um grande sucesso de bilheteria, conseguindo o que foi à época o maior faturamento da história com U$ 470 milhões. Tubarão é creditado junto com Guerra nas Estrelas, de George Lucas, como iniciador da era dos filmes arrasa-quarteirão.

O filme teve as seguintes sequências, sem a participação de Spielberg: Tubarão II (1978), Tubarão III (1983) e Tubarão IV - A Vingança (1987).

Vencedor de três Oscars nas categorias de Melhor Trilha Sonora, Melhor Montagem e Melhor Som.

Nome da música: Jaws Theme
Composta por: John Williams



Grande abraço e até semana que vem.



26 de julho de 2013

Cuscuz de Frango


Para amenizar esse frio que veio com tudo nesses últimos dias, a Kelly de Orlândia (nossa querida leitora) preparou esse delicioso Cuscuz Mole de Frango. Quando vi essa delícia, fiquei com água na boca e, é claro, pedi a receita. A Kelly gentilmente compartilhou conosco (muito obrigada!). Então, vamos conhecer essa receita ideal para um tempinho mais gelado?


Ingredientes:
1 peito de frango
1 lata de milho verde
1 lata de ervilha
2 tomates picados
1/2 vidro de palmito picado 
1 cebola grande picada
50 gramas de azeitona verde em rodelas
1 cubo de caldo de galinha
1/2 pacote de farinha de milho
cheiro verde a vontade
sal a gosto


Modo de Preparo:

Cozinhe os peitos de frango com o caldo de galinha. Reserve o caldo.

Refogue o frango desfiado com a cebola, depois o tomate, cheiro verde, a azeitona, o milho e refogue, depois coloque a ervilha e o palmito. Depois de refogado, coloque a água do frango e acerte o sal. Cozinhe, em fogo baixo, por mais alguns minutos.

Quando começar a ferver bem, coloque a farinha de milho e mexa bem para não empelotar. Sirva em seguida.


25 de julho de 2013

De volta para o aconchego

Foto: Daia Oliver/R7
Nossa música está mais triste, partiu Dominguinhos, grande sanfoneiro e compositor. Após uma luta contra o câncer ele não mais resistiu. 

O homem se foi, mas sua obra será eterna, suas letras continuarão embalando seus fãs, seja com um xote singelo reclamando a falta de um xodó, um forró arretado porque tá tudo bom demais ou uma romântica e saudosista canção gostosa demais.

Menino pobre, como tantos, foi discípulo do maior de todos, o mestre Gonzagão. Sob sua benção, Dominguinhos ganhou espaço para mostrar sua arte e à partir daí, ganhou o mundo com ela. Conquistou muitos fãs entre anônimos e artistas famosos. Muitos de seus sucessos explodiram nas vozes de grandes intérpretes, como Maria Bethania e Elba Ramalho.

Que bom que ele viveu sua vida de forma que ao partir nos deixa um grande e belo legado para ser lembrado com carinho e ser conhecido pelas futuras gerações. Nem sempre isso é possível, às vezes quando alguém parte não deixa nada a ser lembrado até o próximo mês, quiçá às futuras gerações.

Outra perda essa semana foi para nosso futebol, Djalma Santos, bi campeão mundial partiu no mesmo dia. Elogiadíssimo no meio esportivo, também deixará saudades e um belo exemplo profissional.

Que bom que em meio a tantas histórias tristes de corrupção e incompetência na administração pública, ainda podemos elogiar e homenagear dois cidadãos que dignificaram as cores de nossa bandeira e nos fizeram ter orgulho de nossa nação.

Espero que um dia possamos compartilhar esse sentimento de orgulhosa tristeza por outros cidadãos públicos que terminem seus dias aqui. Que possamos dizer de todos, que voltaram para o aconchego do Pai!

24 de julho de 2013

Brigadeiro de Banana e Canela



A receita de hoje também foi retirada de um programa culinário (Mais Você - Ana Maria Braga) e o resultado foi surpreendentemente delicioso. Se você gosta de brigadeiro e banana, vai adorar essa combinação!


Ingredientes:
1 colher (sopa) de manteiga sem sal (15 g)
200 g de banana em cubos pequenos (1 1/3 xícara de chá)
1 lata de leite condensado (395 g)
Pitada de canela em pó


Modo de Preparo:

Em uma frigideira, derreta 1 colher (sopa) de manteiga sem sal e frite 200 g de banana em cubos pequenos. Adicione uma pitada de canela em pó.

Transfira a banana para uma panela, adicione 1 lata de leite condensado e leve ao fogo médio, mexendo e amassando os cubos de banana até soltar do fundo da panela (20 minutos). 

Despeje a massa de brigadeiro em um prato untado com manteiga e espere esfriar. Depois de frio, com as mãos untadas, pegue pequenas porções, faça bolinhas, passe na avelã moída ou chocolate granulado e coloque em embalagens próprias para brigadeiros. Sirva a seguir.



23 de julho de 2013

Molho de Tomate Assado


Vi no programa culinário do Daniel (Band), essa ideia simples e fácil. Resultado: foi amor à primeira vista, uma vez que o molho de tomate assado fica bem suculento. Experimente também.... =)


Ingredientes:
1 kg de tomates médios e maduros
2 colheres (sopa) de azeite
4 dentes de alho em lâminas
Pitada de sal
Pitada de açúcar


Modo de Preparo:

Em um refratário, coloque os tomates cortados ao meio. Espalhe o azeite, o sal e o açúcar por cima dos frutos. Após, leve ao forno baixo pré-aquecido por 30 minutos.

Retire do forno e coloque o alho em lâminas. Retorne ao forno por mais 40 minutos.

Passado o tempo, bata os tomates assados e o alho no liquidificador ou em um mixer até formar um purê.

Acerte o sal, se necessário. Está pronto o molho de tomate assado!


Dica: se preferir, passe o molho pela peneira para eliminar as sementes e as peles (eu descartei essa etapa)

22 de julho de 2013

Segunda Saudável: Hortelã

Fonte: Plantas Medicinais
A Hortelã (Mentha piperita), ou simplesmente, Menta, é uma das plantas medicinais mais antigas e seria quase um crime falar do tracto digestivo sem dar a esta planta o seu devido lugar. 

A hortelã é sem dúvida, a planta mais usada no mundo, sendo encontrada em uma ampla variedade de diferentes confecções. O chá de menta após o jantar evoluído provavelmente de um costume antigo de encerrar os banquetes com um ramo de menta para auxiliar a digestão, e prevenir contra a indigestão que se pode seguir.

Pensa-se que esta planta tem origem na Ásia Oriental e foi verificado ser um híbrido de duas plantas diferentes. É ainda uma das primeiras plantas a ser cultivada activamente. As plantas originais não são muito conhecidas e a Hortelã tem demonstrado ter uma composição genética complexa.

Aqueles que tem hortelã nos seus jardins saberão que a planta cresce vigorosamente e multiplica-se através de rizomas. 

Entretanto, quando crescem num lugar sem transplante regular, a hortelã pode deteriorar-se, perdendo o sabor e aroma.


Modo de Ação:

As folhas da planta são usadas medicinalmente e os princípios ativos incluem um óleo volátil, taninos e substâncias amargas, todos com valor para a ação carminativa da planta. 

O óleo volátil dá à hortelã seu aroma característico e contém 50 a 60% de mentol. Esta é provavelmente a parte mais importante do óleo de hortelã.

A Hortelã também possui um grau significativo de atividade anti-emética. Tem um efeito desinfetante suave, o qual, juntamente com o sabor agradável, a torna um ingrediente favorável para soluções para lavagem da boca e pastas de dentes. 

Um conselho comum para aqueles que fazem uso de remédios homeopáticos é abster-se do uso de pastas de dentes com hortelã como um ingrediente. O óleo volátil contido na hortelã é muito potente, e responsável pelo sabor ‘fresco’ na boca depois do uso de pastas de dentes. Entretanto, pode também ‘desativar’ os remédios homeopáticos.


Uso Clínico e Medicinal:

  • Auxílio à digestão;
  • Síndrome do Intestino Irritável;
  • Náusea / Enjoo matinal;
  • Descongestionante nasal

A partir de agora, lembraremos sempre dos benefícios da hortelã para o sistema digestivo sempre que servirmos um chá de hortelã após o jantar. 

O chá de hortelã é consumido em muitas culturas para auxiliar a digestão. 

A ação carminativa desta planta aumenta a secreção dos sucos digestivos e melhora as contracções musculares do estômago. Alivia gases intestinais. 

A hortelã não tem qualquer ação sobre inflamações no estômago e consequentemente não é usada em gastrites ou úlceras de estômago.

A ação espasmolítica da hortelã é útil para qualquer forma de espasmos no intestino, mas particularmente aos que ocorrem no Sindrome do Intestino Irritável.

Inchaço e flatulência, que são características comuns desta condição, também respondem bem a hortelã.

As propriedades anti-eméticas da hortelã são favoráveis para aqueles que sofrem náuseas ou enjoos matinais. Uma chávena de chá de menta pela manhã na fase inicial da gestação pode ser de grande alívio.

Os óleos voláteis na hortelã são usados largamente como descongestionantes nasais pelas indústrias farmacêutica e herbal.


Fonte: Portal São Francisco / Cine e Series



As Músicas Mais Marcantes do Cinema: Psicose (Psycho - 1960)


Psicose, o thriller de terror dirigido por Alfred Hitchcock em 1960, teve sua trilha sonora marcada pela música de suspense mais aterrorizante de todos os tempos.

Nome da música: Psycho Theme
Composta por: Bernard Herrmann


Grande abraço e até semana que vem.


19 de julho de 2013

Sopa de Couve e Batatas (Caldo Verde)


Já que a temperatura caiu, fiz essa sopinha de couve, batatas e linguiça calabresa. Aproveite que o inverno ainda está por ai e prepare essa delícia!


Ingredientes:
2 colheres (sopa) de azeite
3 dentes de alho picadinhos
1 cebola ralada
1,5 kg de batatas
1 maço de couve cortada em tirinhas bem finas
300g de lingüiça calabresa
2 litros de água
Sal a gosto


Modo de Preparo:


Em uma panela grande, doure o alho no azeite. Acrescente as batatas descascadas e cortadas ao meio e os 2 litros de água. Deixe em fogo alto até as batatas ficarem macias.

Enquanto isso, frite a lingüiça calabresa em um fio de azeite. Reserve.

Quando as batatas estiverem cozidas, passe-as pelo espremedor, formando um purê. Retorne essa massa ao caldo da panela (aquele que cozinhou as batatas) e junte a couve cortada, a lingüiça frita e a cebola. Misture bem. O caldo ficará bem cremoso.

Acerte o sal e deixe ferver por, aproximadamente, 10 minutos.

Sirva com torradas, azeite e queijo ralado.

Bom Apetite!



18 de julho de 2013

Com que roupa

Google Imagens
Dia desses li em uma rede social que a atriz Bete Faria foi à praia de biquíni, e por ter setenta anos foi criticada. Outro dia, uma garota, também em uma rede social desabafou, não queria mais ser gorda e não sabia mais a que tipo de regime recorrer para perder alguns quilos.

Somos eternos insatisfeitos com nossa aparência: quem tem cabelo liso quer ele mais ondulado, do contrário quer alisá-lo. Se a pessoa é baixa quer ser mais alta, se é alta reclama. Compramos lentes de contato para mudar a cor de nossos olhos, vi o absurdo que uma pessoa chegou para mudar a cor de seus olhos: fez uma cirurgia(?) para trocar a cor, o resultado foi uma cegueira quase fatal, essa pessoa agora está na fila para conseguir um transplante de córnea.

E assim caminhamos rumo ao futuro. Vivendo uma ditadura enlouquecedora, que determina quem deve parecer com o que. Você pode usar determinado tipo de roupa em determinados lugares, contudo, a pessoas ao seu lado não pode, pois ficará ridícula. A idade, altura, cor de pele, tipo de cabelo, posição social e o peso são alguns dos fatores que determinam quem devemos ser, ou melhor, quem devemos aparentar ser.

Se a atriz quis usar um biquíni na praia, deve ser porque se sentia bem com ele. Quem pode julgar isso? Quem pode determinar o que é bom para mim além de minha consciência? Conheci uma pessoa que trocava o almoço por uma roupa de marca, que fazia qualquer coisa para parecer ser sofisticado e refinado. Balela, pois a última vez que o vi, continuava baixinho, gordinho e com um papo superficial, me contando quanto custou seu tênis novo.

Enquanto as pessoas preocupam-se com esse tipo de coisas, outras mais espertas encarregam-se de estabelecer o certo e o errado: quem deve amar quem, a que Deus devemos cultuar e quanto devemos pagar por tudo isso.

Prestemos mais atenção, será que realmente o gigante acordou? E se acordou, despertou de verdade? Visto o que gosto e posso pagar, por isso não abro mão do meu direito de pensar. E você, o que prefere?


16 de julho de 2013

Penne ao Molho de Brócolis


Minha preferência, em relação à massa, é por receitas que levam algum tipo de verdura e legumes. Acho muito mais saboroso. E você como prefere a massa? Molho vermelho, branco ou alho e óleo? Nessa versão de hoje, fiz um macarrão com um molho bem simples de brócolis e queijo.


Ingredientes:
1 pacote de macarrão "penne"
1 maço de brócolis cozido e picado
1 caixa de creme de leite
5 xícaras (chá) de leite morno
1 cebola ralada
2 colheres (sopa) de farinha de trigo
2 colheres (sopa - bem cheia) de margarina
queijo ralado a gosto
pitada de noz moscada
pitada de orégano
sal


Modo de Preparo:

Cozinhe o maço de brócolis em água e uma pitada de sal. Depois de cozido, corte em pequenos pedaços. Reserve.

Cozinhe o macarrão de acordo com as informações da embalagem. Reserve.

Em uma panela, derreta a margarina e doure a cebola ralada em fogo baixo. Quando ficar bem douradinha, acrescente a farinha de trigo e mexa rapidamente até formar uma "massinha". Junte o leite morno, aos poucos, até dissolver completamente a mistura. Mexa bem até começar a engrossar o molho branco e ficar numa textura bem cremosa. Incorpore o brócolis, o creme de leite, a pitada de noz moscada e orégano, e, por último, o sal. Deixe apurar até levantar uma pequena fervura.

Misture esse molho cremoso ao macarrão e finalize com queijo ralado.

Bom Apetite!

15 de julho de 2013

Segunda Saudável: Gergelim

Fonte: Portal da Agroindústria
O gergelim é uma das plantas mais antigas cultivadas pelo homem. Seu país de origem é incerto, porém alguns estudos mostram sua localização entre Ásia e a África.

Esta planta é cultivada desde a antiguidade. No Egito, por exemplo, no tempo dos faraós, o gergelim era utilizado para obtenção do óleo, os impérios entre os rios Tigre e Eufrates cultivavam comercialmente o gergelim e os orientais consideravam as sementes quase sagradas.

A semente chegou ao Brasil pelos portugueses no século XVI, daí foi sendo cultivado, tradicionalmente, como “cultura de fundo de quinta”. O grão era consumido em nível de fazendas, e havia raros excedentes para comercialização.

Como característica a planta atinge de 1,5 a 2m de altura. Suas flores são brancas, púrpura ou cor-de-rosa. Os frutos apresentam-se em formas umas cápsulas pubescentes contendo sementes achatadas chegando de 2 a 5 mm de comprimento, com normalmente em cor castanha, branca ou preta. Hoje a ciência já pode nos mostrar vários benefícios que a planta nos traz.


Consumo do Gergelim:

A melhor forma de consumir a semente é na forma integral; crua e com casca.

O gergelim umedece e lubrifica os intestinos em função da presença de ácido linol presente na casca de gergelim, aumentando o peristaltismo intestinal, o trânsito do bolo alimentar e ativando a circulação sanguínea na parede intestinal. Também evita e trata a prisão de ventre e hemorróidas.

Para as gestantes que apresentam prisão de ventre, o ideal é tomar suco desintoxicantes com gergelim para tratar este problema.


Benefícios:

O gergelim é uma excelente fonte de proteínas, rico em gorduras do bem (gorduras monoinsaturadas) e com grande concentração de fibras. É indicado no controle da glicemia sanguínea (açúcar no sangue). Além disso, o gergelim apresenta grande quantidade de cálcio, ajudando no controle da massa corporal gorda, tanto na lipólise (quebra de gordura), quanto na inibição da lipogênese (armazenamento de tecido adiposo. Apresenta também alto teor de fósforo e ferro e é rico em vitaminas do complexo B.

Além disso, o gergelim:
  • Fortalece os tendões e ossos;
  • Tonifica o fígado e os rins;
  • Tônico geral, principalmente após hemorragias;
  • Combate dores lombares e de joelhos, reumatismo;
  • Evita a queda e o branqueamento precoce dos cabelos;
  • Melhora a elasticidade da pele e desenvolve forte poder antioxidante nas células.


Gergelim x Perda de Peso:

O gergelim é ideal para quem procura boa forma ou mesmo uma dieta equilibrada, pois ele possui grande quantidade de fibras, o que auxilia no bom funcionamento do intestino.

Ele tem o poder de aumentar a saciedade, pois apresenta uma casca rica em fibras, que leva mais tempo para ser quebrado e digerido pelo organismo, assim acaba estendendo o período de “sentir fome”. Além das proteínas que estão presentes na semente, onde também auxiliam neste processo e ainda previnem a flacidez.

O gergelim em si não é o responsável pelo emagrecimento, mas as fibras insolúveis encontradas nele auxiliam na regulação do trato intestinal e saciedade.


Quantidade adequada para consumo: 

Não há estudos suficientes para ter certeza da quantidade diária exata que devemos ingerir, porém alguns estudos mostram que a ingestão de 30g/dia já nos traz benefícios, como a redução do risco de diabetes e obesidade por exemplo.


Pães ou Bolachas com Gergelim:

O ideal é que a semente seja ingerida em sua forma integral, porém qualquer alimento que apresentar em sua composição o gergelim vai trazer benefícios ao nosso corpo. Hoje já podemos encontrar vários alimentos que o possui, mas também podemos inseri-lo em nossas receitas caseiras, levando um toque mais saboroso como ao arroz e saladas.


Fonte: A Nutricionista / Cine e Series



As Músicas Mais Marcantes do Cinema: 2001 - Uma Odisséia no Espaço (2001: A Space Odyssey)



Obra-prima de Stanley Kubrick, 2001 - Uma Odisséia no Espaço é considerado um clássico absoluto da ficção científica. Foi reconhecido recentemente pela crítica e pelo público como um dos melhores filmes já feitos. Em 1991, foi classificado como "culturalmente, historicamente ou asteticamente significante" pela Biblioteca do Congresso dos EUA para ser preservado no National Film Registry.

Also sprach Zarathustra (a música que marcou o filme) é um poema sinfônico composto em 1896 por Richard Strauss, inspirado no tratado filosófico de mesmo nome escrito por Friedrich Nietzche. Sua introdução tornou-se muito conhecida por ter sido usada como tema musical no filme.

Nome da música: Also Sprach Zarathustra
Composta por: Richard Strauss


Grande abraço e até semana que vem.

13 de julho de 2013

Tirinhas de Filé Mignon na Mostarda


Receitinha super simples para você preparar nesse final de semana. Gostou da ideia? Então, veja o passo a passo:

Ingredientes:
500g de filé mignon cortado em tirinhas
1 cebola média em fatias
1/2 pimentão verde em fatias
50g de azeitonas verdes
1 a 2 colheres (sopa) de mostarda
1 colher (sobremesa) de azeite
sal a gosto
pimenta a gosto


Modo de Preparo:

Em uma frigideira, aqueça o azeite e doure a cebola. Acrescente as tirinhas de filé mignon e deixe fritar por alguns minutos. Junte o pimentão e tempere com o sal, a pimenta e a mostarda. Se você gosta do sabor mais acentuado da mostarda, coloque 2 colheres, caso contrário uma basta.

Finalize com as azeitonas e sirva em seguida. Bom Apetite!


12 de julho de 2013

Torta de Antepasto de Berinjela (Massa de Liquidificador)


Essa receita é uma união de outras duas que sou apaixonada: o antepasto de berinjela e a minha queridinha massa salgada  de liquidificador. Posso afirmar que essa combinação ficou espetacular. Se você gosta de berinjela assim como eu, essa torta está recomendadíssima!


Ingredientes do Antepasto de Berinjela:
4 berinjelas médias cortadas em cubos
3 pimentões cortados em cubos (verde, amarelo e vermelho)
2 cebolas médias cortadas em cubos
200g de azeitonas verdes sem caroço
200g de uvas passas
250 ml de azeite
1 xícara (chá) de vinagre branco
sal a gosto
pimenta a gosto
orégano a gosto


Modo de Preparo:

Em uma assadeira grande, acomode as berinjelas, os pimentões, as cebolas, as azeitonas e as uvas passas. Misture bem e tempere com o sal, a pimenta, o orégano, o vinagre e o azeite. Leve para assar em forno médio pré-aquecido por, aproximadamente, 1h 30min.

Importante: de 15 em 15 minutos, retire a assadeira do forno e misture os ingredientes.



**********************************


Ingredientes da Massa de Liquidificador:
3 ovos grandes 
½ xícara (chá) de óleo 
1 ½ xícara (chá) de leite em temperatura ambiente 
2 xícaras (chá) de farinha de trigo 
1/2 colher (sopa rasa) de sal 
1 colher (sopa) de fermento em pó 


Modo de Preparo:


Bata no liquidificador por 1 minuto: os ovos, o óleo, o leite e o sal. Junte metade farinha de trigo e o fermento em pó e clique no pulsar algumas vezes (3 ou 4 vezes é o suficiente). Incorpore o restante da farinha e mais uma vez clique no pulsar do liquidificador até misturar. Isso faz com que a massa não fique pesada. 

Em uma forma untada com um fio de óleo, espalhe metade da massa. Coloque o recheio já frio e finalize com o restante da massa. Leve para assar em forno médio pré-aquecido por, aproximadamente, 40 minutos ou até dourar. 

Bom Apetite!


11 de julho de 2013

Pernil Assado


O verdadeiro segredo para um saboroso pernil é temperá-lo com 1 ou 2 dias de antecedência. Depois de assado, costumo servir com uma farofinha, arroz e saladas. Algo bem simples, mas que garante muitos elogios à mesa. Que tal aproveitar essa ideia e prepará-la para o final de semana?


Ingredientes:
1 peça de pernil de porco (2 a 3,5 kg)
6 limões médios
1/3 xícara (chá) de vinagre branco
1 cabeça de alho cortada em cubinhos ou espremida
1 ramo de alecrim
4 folhas de louro
1 colher (sopa) de orégano
pimenta vermelha (dedo de moça) a gosto (se preferir, coloque pimenta do reino ou pimenta calabresa)
sal a gosto (utilizo, aproximadamente, 1 colher de sopa)


Modo de Preparo:

Com o auxílio de uma faca de ponta fina faça pequenos furos no pernil. Após, acomode-o em um recipiente. Reserve.

Misture os temperos (suco dos limões, vinagre, alho, alecrim, louro, orégano, pimenta e sal) e espalhe sobre a carne. Tampe o recipiente e deixe descansar na geladeira por, no mínimo, 24 horas. Durante esse tempo, vire a peça para que assim penetre bem o tempero por todo o pernil.

No dia de assar, pré-aqueça bem o forno, temperatura média-baixa, e coloque o pernil em uma assadeira. Deixe no forno por, aproximadamente, 1h30 minutos. Esse momento a carne cozinhará e eliminará muita gordura e água.

Passado esse tempo, retire a carne do forno e  troque de assadeira. Esse procedimento não deixará que a carne fique gordurosa. Retorne ao forno médio e deixe assar até ficar bem douradinho.

Sirva em seguida. Bom Apetite!


10 de julho de 2013

Inferno - Dan Brown

Mais uma vez, Dan Brown soube misturar aventura, suspense, história da arte, códigos e símbolos em seu mais novo livro "Inferno". O autor ficou consagrado e querido por milhares de leitores através dos best sellers "O Código da Vinci", "Anjos e Demônios", "O Símbolo Perdido", "Fortaleza Digital" e "Ponto de Impacto".

No mais novo livro, o famoso Robert Langdon, professor de Simbologia da Universidade de Havard, é levado às pressas para a Itália para desvendar alguns mistérios que envolve uma das obras literárias mais duradouras e fascinantes da história: O Inferno, de Dante Alighieri.

Numa corrida contra o tempo, ele luta contra muitos inimigos e um adversário assustador que coloca em risco a vida de milhões de pessoas através de uma poderosa arma química. Langdon precisa decifrar os códigos secretos e mergulhar numa caçada frenética para encontrar respostas e impedir que uma catástrofe mundial aconteça.

Se você gosta de aventuras de tirar o fôlego, "Inferno" é uma ótima pedida. Boa leitura!


Jiló Refogado


Sou tão fã de jiló que, muitas vezes, abro mão do prato principal e dos outros acompanhamentos só para comer esse fruto (Obs.: o jiló é o fruto da da planta herbácea jiloeiro, muito cultivado no Brasil, geralmente confundido com um legume, famoso por seu gosto amargo). Para conhecer mais curiosidades sobre o jiló, clique aqui! Agora, vamos para essa receitinha básica:


Ingredientes:
500g de jiló
1 cebola média em cubinhos
3 dentes de alho amassado
1 colher (sopa) de salsinha
1 colher (sopa) de azeite
sal a gosto
pimenta vermelha a gosto


Modo de Preparo:


Lave bem os jilós em água corrente Retire os cabinhos e corte ao meio ou em quatro partes. Reserve.

Em uma panela, doure o alho e a cebola no azeite. Após, junte os pedaços de jiló, a salsinha, o sal e a pimenta. Deixe cozinhar em fogo baixo, com a panela parcialmente tampada, até ficar macio.

Sirva em seguida. Bom Apetite!


8 de julho de 2013

Segunda Saudável: Erva Cidreira

Google Imagens
O universo das plantas medicinais é muito amplo, mas existem algumas ervas que se destacam, como é o caso da erva cidreira (Melissa officinalis). A origem do nome “melissa” é grega e quer dizer “abelha” – porque o cheiro da planta atrais abelhas e outros insetos. Ela pertence à mesma família de outras plantas bem conhecidas: a hortelã e o boldo. Sua fama se deve às diversas propriedades terapêuticas que lhe são atribuídas. A erva cidreira é tida na medicina popular como um calmante natural, além de atuar como digestivo e tônico.

Existem diversos estudos científicos que comprovam as propriedades medicinais da erva cidreira. Uma pesquisa analisou os efeitos da melissa combinado com a valeriana e conclui que as duas ervas ajudam a melhorar a qualidade do sono. Os pesquisadores também mostram que o uso da erva cidreira pode ser positivo em casos de ansiedade e nervosismo.

Fonte: Farmácia Natural / Cine e Séries


As Músicas Mais Marcantes do Cinema: Rocky III - O Desafio Supremo (Rocky III - 1982)


É o terceiro filme da série Rocky, com a participação de Sylvester Stallone (direção, roteiro e atuação), Carl Weathers, e Talia Shire. Da trilha sonora fez parte as famosas canções The Final Bell, escrita por Bill Conti e Eye of the Tiger, da banda de rock Survivor.

Nome da música: The Final Bell
Composta por: Bill Conti



Nome da música: Eye of the Tiger
Composta por: banda Survivor


Grande abraço e até semana que vem.

7 de julho de 2013

Torta de Frango (Sobras)


Sem dúvida alguma, essa massa é a minha favorita. O recheio já fiz de diversos tipos, como escarola com bacon, sardinha, brócolis e alho e entre outros. Nessa versão, fiz um refogadinho de sobras de frango assado e foi um sucesso aqui em casa. Veja como é simples:


Ingredientes do Recheio:
1 prato cheio de sobras de frango desfiadas
1 cebola média em cubinhos
2 dentes de alho bem picadinhos
4 tomates médios em rodelas 
1/2 xícara (chá) de cheiro verde
10 azeitonas verdes sem caroço
100g de muçarela ralada
1 bisnaga pequena de requeijão cremoso
pimenta a gosto
azeite


Modo de Preparo:

Em uma panela, doure a cebola e o alho no azeite. Após, acrescente as sobras de frango e os tomates. Deixe refogar por, aproximadamente, 10 minutos. Desligue o fogo e incorpore o cheiro verde, a pimenta a  gosto e as azeitonas. Reserve.

Enquanto isso, comece a preparar a massa.


*****************************************


Ingredientes da Massa:
4 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 ovo
3 colheres (sopa) de óleo
1 colher (sopa rasa) de fermento em pó
sal a gosto
leite até dar o ponto (menos de 1 litro)

Coloque numa tigela, a farinha, o ovo, o óleo, o sal e o fermento em pó. Misture bem. Aos poucos, vá acrescentando leite.

O ponto da massa é bem grudenta mesmo (não pode ficar firme).

Unte uma assadeira com óleo e despeja essa massa (ela grudará bem nas mãos).

Passe óleo na mão e espalhe a massa por toda forma.

Leve para assar no forno médio pré-aquecido por 10 minutos.

Retire a massa do forno, coloque o recheio já pronto e espalhe a muçarela ralada e o requeijão cremoso. Retorne para assar até dourar (20 a 30 minutos).

Sirva em seguida. Bom Apetite!




6 de julho de 2013

Tender ao Molho de Mel e Laranja


Além de ser um prato típico de final de ano, o Tender é a carne favorita do meu filho João. Assim, quando ele vem me visitar, tento sempre preparar essa delícia. Uma das receitas que ele mais gosta é essa da foto. Vamos conhecê-la?


Ingredientes:
1 peça de tender de, aproximadamente, 1 kg
1/4 xícara (chá) de mel
1 xícara (chá) de suco de laranja
1 xícara (chá) de vinho branco
4 cravos da índia
6 colheres (sopa) de calda de abacaxi ou pêssego (utilizo sempre o pêssego em calda)
pêssegos em calda, ameixas e alecrim para decorar


Modo de Preparo:

Em um recipiente, misture o suco de laranja, o vinho, o cravo da índia e a calda de abacaxi ou pêssego. Acrescente a peça de tender e tampe com filme plástico. Leve à geladeira por 12 horas.

Passado o tempo, retire o tender da marinada e coloque-o em uma assadeira. Cubra com papel alumínio e leve ao forno médio pré-aquecido por 20 minutos.

Retire do forno e besunte a peça com mel. Retorne ao forno por mais 20 minutos regando a cada 5 minutos com o líquido da marinada.

Após assado, retire o tender e corte-o em rodelas finas. Decore com pêssego em calda, ameixa e raminhos de alecrim.

Sirva com arroz e saladas.

Bom Apetite!



5 de julho de 2013

Panquecas de Milho


A receita é aquela que sempre faço, contudo resolvi acrescentar um toque de milho na massa. O resultado? Adorei! A panqueca fica mais fofinha e não muito fina (do jeito que gosto). O recheio optei por uma carne moída refogada com bacon e milho e uma fatia de muçarela em cada panqueca. Hummmm... só de relembrar deu água na boca!


Ingredientes da Massa de Panqueca de Milho:
1 ½ xícara (chá) de farinha de trigo 
2 xícaras (chá) de leite 
2 ovos 
1/2 lata de milho verde (elimine a água da conserva)
1 colher (café) de sal 
2 colheres (sopa) de óleo 

Modo de Preparo:

Bata todos os ingredientes no liquidificador por 2 minutos e deixe descansar na geladeira por, no mínimo, 15 minutos. 

Aqueça uma frigideira (de preferência antiaderente) com um fio de óleo ou azeite ou margarina. 

Coloque uma concha da massa e espalhe com movimentos circulares segurando pelo cabo da frigideira (fogo baixo). 

Quando as bordas estiverem douradinhas e você ver que a massa está deslizando pela frigideira, com o auxílio de uma espátula, vire a panqueca e deixe até dourar do outro lado. Reserve. 


********************************


Ingredientes do Recheio de Carne Moída, Bacon e Milho:
400g de carne moída (patinho ou acém)
50g de bacon em cubinhos
1/2 lata de milho verde (sem a água)
1 cebola cortada em cubinhos
2 dentes de alho espremidos
2 tomates pequenos sem sementes e em cubinhos
1 colher (café) de sal
Pimenta dedo de moça
Orégano


Modo de Preparo:



Em uma panela, frite o bacon em cubinhos (não precisa de óleo, pois o bacon fritará na própria gordura). Após, acrescente o alho e a cebola. Quando dourar, acrescente a carne moída e deixe refogar até mudar de cor. Adicione o tomate e o milho e refogue até secar a água da carne.

Por último, incorpore os temperos (sal, pimenta, orégano e sal). Deixe apurar por mais alguns minutos até ficar bem sequinho. Reserve.

Em cada massa de panqueca, coloque uma fatia de muçarela e duas colheres de carne moída. Enrole e acomode em um refratário. Repita a operação até o término das panquecas.

Se preferir, espalhe um molho de tomate por cima, queijo ralado e leve para gratinar em forno médio pré-aquecido.

Sirva em seguida. Bom Apetite!



Acorda Brasil

Fonte: Acorda Brasil
Nas últimas semanas vimos o Brasil entrar em ebolição. Tudo começou com aumento das passagens em São Paulo, protestos na rua e a exagerada atuação da polícia para sufocar as manifestações. Aí um senhor que se acha muito sábio falou do mal dos manifestantes, disse que eles não valiam os vinte centavos que geraram os protestos.

E como estão proclamando por aí, o gigante acordou. Milhares de pessoas foram às ruas, pintaram a cara, levantaram cartazes e gritaram palavras de ordem. Pressionaram tanto, que mudaram a postura de parte da mídia que era contra o movimento – agora são apenas contra “uma minoria baderneira”. O movimento espalhou-se por várias cidades, e em muitas delas as tarifas do transporte público foram reduzidas.

Fiquei feliz, o povo brasileiro foi às ruas, algo que foge aos padrões da maioria que sempre afirmou que não gosta de política. Mas as confusões começaram pessoas com péssimas intenções começaram a saquear lojas, e a depredar tudo que encontravam pela frente. Outra confusão que percebi nas redes sociais, mensagens compartilhadas por pessoas que certamente não entendiam o seu teor. Pediam o fechamento do congresso, que a presidenta prendesse os mensaleiros e coisas afins. Não estamos satisfeitos com o congresso? Sem problemas, devemos prestar mais atenção na hora de eleger nossos representantes. Fechar o congresso para quem não sabe, é um passo largo para a ditadura.

Vejo nisso tudo, apesar das confusões, um grande avanço para nossa democracia. Agora sim a estamos exercendo, e é assim que se aprende. Vamos praticá-la mais. Vamos cobrar mais nossos representantes públicos. Isto está dando certo, PECs absurdas foram derrubadas, e outras estão vindo por aí, precisamos ficar atentos. Vamos direcionar nossos clamores a quem é de direito ouvi-los para que as providências adequadas sejam tomadas, e vamos acompanhar de perto as decisões que nos atingem. Para isso, precisamos saber se realmente o gigante acordou ou está apenas tendo uma crise de sonambulismo.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta nossa Fanpage!

Receber Receitas

Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Arquivo do blog

Visitantes