30 de novembro de 2012

Iscas de Frango com Shoyo e Champignon


Vamos variar o franguinho do dia a dia? Nessa versão, ele combina muito bem com molho shoyo e champignon em lâminas. Anote a receita e faça hoje mesmo =)


Ingredientes:
1 kg de filé de frango 
1 cebola cortada em cubinhos 
100g de champignon em lâminas 
1 xícara (chá) de shoyo 
½ xícara (chá) de água 
1 colher (sobremesa) de farinha de trigo 
1 colher (sopa) de azeite 


Modo de Preparo:

Corte o filé de frango em tiras médias. Após, deixe descansar por 3 minutos em uma bacia com água e com 1 colher (sopa) de vinagre ou gotinhas de limão. Esse procedimento elimina aquela “gosma” do frango e o cheiro fica mais suave. Escorra e reserve. 

Doure a cebola no azeite. Acrescente as tiras de frango e deixe fritar até ficar bem douradinhas. 

Abaixe o fogo e junte o shoyo e o champignon. É importante colocar o shoyo aos poucos para encontrar qual o paladar que te agrada (mais suave ou mais acentuado o sabor). Refogue por 5 minutos. Por último, adicione a farinha de trigo dissolvida em ½ xícara de água e mexa bem até sentir que o caldo incorpou. 

Não precisa adicionar sal, pois o shoyo já contém. 

Sirva com arroz e saladas. 

Bom Apetite!


28 de novembro de 2012

Otelo, o Grande

Google Imagens

Gosto de aproveitar esse espaço para (re)lembrar de grandes nomes e datas importantes – de acordo com minhas preferências obviamente. Hoje, quero prestar homenagens ao senhor Sebastião Bernardes de Souza Prates, o Grande Otelo, que há dezenove anos nos deixava vítima de um fulminante ataque do coração, quando chegava em Paris para receber uma homenagem. 

Nascido em São Pedro de Uberabinha, hoje Uberaba no estado de Minas Gerais. Era filho de uma família muito pobre, mas ainda bem jovem partiu de sua cidade com uma companhia mambembe e ai deu inicio a sua jornada artística. 

Em uma época em que os artistas não eram celebridades e sim “marginais”, esse pequeno homem, que deveria medir aproximadamente um metro e meio de altura, tornou-se um gigante em seu ofício. Vem daí seu nome artístico, alguém quis homenagear-lhe fazendo alusão ao personagem shakesperiano Otelo, o mouro de Veneza. 

Brilhou nas telas de cinema brasileiro em parceria com outro grande comediante, Oscarito, estrelou os filmes de maior sucesso da época de ouro das Chanchadas. Foi astro do Teatro de Revista realizou várias e bem sucedidas participações em novelas e minisséries da TV. 

Hoje infelizmente ele não é lembrado como deveria, nossa memória é curta. Mas seu talento ainda vive em imagens e fotos e no legado que nos deixou ao exercer seu ofício de ator com tanta força e dignidade. Além de lembrá-lo e reverenciá-lo, temos muito que agradecer, pois se hoje ser comediante vale ganhar um carro em um programa dominical, em seu tempo Grande Otelo lutava para sobreviver ao preconceito e aos baixos salários dos artistas, pois mais uma vez repito aqui, não havia nenhum glamour em sua profissão. Benito de Paula um dia cantou: “Tens o dom ser/risos e perdão/Tens no palco a vida, teu coração/ Grande Otelo é festa eu quero aplaudir... És o meu herói/És um rei menino/És Macunaíma/És um peregrino/Um gigante em cena, eu quero aplaudir” 

Respeitável público peço-lhes uma salva de palmas para Grande Otelo! 

27 de novembro de 2012

Macarrão Primavera


Receita simples, fácil e muito...... muito saborosa, além de ser um prato bem colorido e nutritivo. Que tal experimentar essa delícia ainda hoje?


Ingredientes:
1 pacote de macarrão curto (penne, parafuso, tortilhone) 
1 cebola média em cubinhos 
2 cenouras médias cozidas cortadas em cubos 
150g de vagem cozida e em rodelas 
1 vidro (300g) de palmito cortado em cubos 
1 lata de milho verde 
½ xícara de azeitonas verdes em rodelas 
1 colher (sopa) de manteiga 
Sal 
Orégano 
Pimenta do reino 
Azeite 


Modo de Preparo:


Cozinhe o macarrão de acordo com as instruções da embalagem (optei pelo Tortilhone). Reserve. 

Em uma panela grande, derreta a manteiga e doure a cebola. Acrescente os legumes cozidos, o milho e o palmito. Deixe apurar por alguns minutos em fogo baixo. 

Tempere com sal, orégano e pimenta. Misture bem e junte as azeitonas. Desligue o fogo e incorpore o refogado à massa cozida. 

Finalize regando um fio de azeite sobre o macarrão. 

Bom Apetite!


26 de novembro de 2012

Linguiça Toscana com Couve


Está cansada de preparar só linguiça frita ou assada? Então, eis uma receita deliciosa para variar no cardápio do dia a dia =)

Ingredientes:

300g de linguiça toscana 
1 maço pequeno de couve cortado em tirinhas finas 
1 cebola pequena em cubinhos 
2 colheres (sopa) de azeite 
10 bolachas de água e sal trituradas 
10 azeitonas verdes 
½ pimenta dedo de moça 
Sal 


Modo de Preparo:


Retire a película que envolve a lingüiça e corte em rodelas de, aproximadamente, 2 cm. Reserve. 

Aqueça uma panela de fundo grosso e frite os pedaços de lingüiça no azeite até dourar bem. Retire a lingüiça frita e na mesma panela doure a cebola (eu coloquei mais um fiozinho de azeite). Acrescente a couve e a pimenta e deixe apurar por 5 minutos. 

Retorne os pedaços de lingüiça ao refogado e as bolachas de água e sal trituradas com a mão (formará uma farofinha bem grosseira). Misture bem e acerte o sal. 

Desligue o fogo e acrescente as azeitonas verdes. 

Sirva com arroz e saladas. 

Bom Apetite!




Segunda Saudável: Quiabo

Google Imagens

O quiabo é o fruto da Abelmoschus esculentus, uma planta da família da malva (Malvaceae). O quiabo é uma hortaliça de clima quente e originária da África, tendo sido trazida para o Brasil pelos escravos. Desde então, a hortaliça passou a fazer parte da culinária brasileira; um exemplo disso é o frango com quiabo, um símbolo da culinária de Minas Gerais. 

Na verdade, o quiabo é uma cápsula fibrosa cheia de sementes que é colhida antes de chegar à fase de maturação. Geralmente, a hortaliça é verde, possui uma forma de cápsula, é seca e apresenta um líquido viscoso em seu interior. 

O fruto possui uma quantidade significativa de vitamina C, entretanto, a mesma se perde durante o cozimento. Mesmo assim, o quiabo é altamente nutritivo: é rico em vitamina A, importante para o bom estado da visão; vitaminas do complexo B, fundamentais para o processo de crescimento; além de cálcio, ferro, fósforo e cobre, importantes para a formação dos ossos, dentes e sangue. Em razão de ser um fruto de fácil digestão, o quiabo também é indicado no caso de infecções do intestino, bexiga e rins. 

O quiabo é consumido frito, refogado ou cozido, no preparo de pratos e saladas frias. Na hora da compra, é aconselhável optar por frutos firmes, sem manchas e com comprimento menor que 12 cm. Além disso, deve-se consumir o fruto rapidamente, pois o mesmo pode ficar murcho e escurecer em seguida. Uma solução para evitar a goma viscosa do quiabo, pouco apreciada, é pingar algumas gotas de limão enquanto o estiver cozinhando. Os maiores produtores mundiais do fruto são a Índia, Nigéria, Paquistão, Gana e Egito. 

Fonte: Brasil Escola / Wikipédia 

Banda da Semana.... Queen


Queen é uma banda de rock britânica, formada em Londres, em 1971, originalmente composta por Freddie Mercury (vocal principal, piano), Brian May (guitarra, vocal), John Deacon (baixo) e Roger Taylor (bateria, vocal). Brian e Roger ocasionalmente cantavam algumas músicas. 

A banda já vendeu mais de 300 milhões de cópias de seus álbuns no mundo inteiro e foi uma das mais populares bandas britânicas da décadas de 70 e 80, apresentando-se com magníficas produções em seus concertos e nos videoclipes de suas músicas. Mesmo nunca tendo sido levada a sério pelos críticos da sua época, que consideravam a sua música "comercial", a banda tornou-se uma das mais famosas entre o público, graças à sua mistura única entre as complexas e elaboradas apresentações ao vivo e o dinamismo e carisma da sua estrela maior, o vocalista Freddie Mercury. 

Em 24 de novembro de 1991, o vocalista da banda, Freddie Mercury, faleceu em sua mansão em Londres, vítima de uma broncopneumonia, decorrência da AIDS. Freddie tinha 45 anos de idade. 

Em 1997, o baixista John Deacon retirou-se do cenário musical. 

Com Paul Rodgers, o Queen voltou à estrada em 2005, com o lançamento de um DVD e CD batizado "Return of the Champions".Sob o nome de Queen+Paul Rodgers, que acabou em maio de 2009, tendo gravado apenas um álbum de estúdio, lançado em 2008. 

Em 26 de novembro de 2008 o Queen voltou a tocar no Brasil depois de vinte e três anos. Agora para divulgar o disco "The Cosmos Rocks" (2008) tornando-se oficialmente o mais recente depois de "Made in Heaven" (1995). Agora como trio (May, Taylor e Paul Rodgers) fizeram dois concertos bem-sucedidos no Rio de Janeiro e em São Paulo. O disco também foi lançado em vinil. 

Em 6 de Novembro de 2011 a banda se apresentou no EMA, tendo como vocalista, Adam Lambert (segundo colocado da oitava edição do American Idol, em 2009).Com Adam Lambert a frente dos vocais,o Queen fez seis apresentações em 2012 pela Europa. O show tem possibilidades, segundo afirmou o tecladista Spike Edney à KorgTV, de passar por mais países, inclusive de outros continentes.As informações são da Rolling Stone.Mas até agora nada foi confirmado. 

O Queen também montou sua própria banda-tributo,chamada “The Queen Extravaganza” para uma turnê em 2012.Para montar a banda, algumas competições foram lançadas na internet, pedindo para que os músicos enviassem seu material para eles avaliarem e, quem sabe, seguirem a banda nessa turnê. Marc Martel, que tem uma banda chamada Downhere, enviou seu vídeo cantando a música “Somebody to Love” e mandou MUITO bem, só não foi melhor que o Freddie Mercury. E claro, foi o vencedor do concurso.Confiram no vídeo abaixo,o cara é fera. 


E fiquem agora com uma das minhas preferidas do Queen,”Who Wants To Live Forever”. Grande abraço e até semana que vem. 



Long Live, Rock’n Roll \o/ 


25 de novembro de 2012

Resultado do Sorteio - Keley Handmade


Olá, queridos!

No total, tivemos 46 participantes no sorteio especial em parceria com a Keley Handmade, especialista quando o assunto é "costurar e elaborar peças com muito amor".

Os participantes foram enumerados e o sorteio aconteceu pelo site Random. 


O número escolhido foi o 26 que corresponde:


Parabéns, Alexandre Pitanga Rosa. Você foi o ganhador desse lindo avental em patchwork by Keley Handmade.

Se você não foi o(a) sortudo(a) da vez e gostaria muito de ter um avental personalizado, acesse a loja virtual da Keley Handmade (clique aqui) e adquira o seu.

O Brincando de Cozinhar e Cia agradece a participação de todos e, em especial, à artesã Keley por ter acreditado nesse blog.

Um super beijo a todos,


22 de novembro de 2012

Lagarto Gelado


Olá, meninos e meninas. Só posso dizer uma coisa dessa receita: ela é MARAVILHOSA. Se você gosta desse tipo de carne gelada e bem temperada para comer com pão e/ou torradas, vale a pena experimentar. Aproveite o final de semana e prepare essa delícia toda colorida =)


Ingredientes:
1 peça de lagarto (de 1,5 a 2kg)
2 folhas de louro
1 cubo de caldo de carne
1 copo (requeijão) da água da azeitona em conserva
1 copo (requeijão) de vinagre branco
1  copo (requeijão) de azeite
1/2 copo (requeijão) de água
3 limões médios (ou a gosto)
3 cebolas grandes em rodelas
1 pimentão vermelho em rodelas
1 pimentão amarelo em rodelas
1 pimentão verde em rodelas
3 tomates grandes em rodelas
100g de azeitonas verdes em rodelas
2 colheres (sopa) de orégano
azeite


Modo de Preparo:

Aqueça bem a panela de pressão. Coloque um fio de azeite e doure a peça inteira de lagarto até selar bem (quando a carne estiver bem dourada e o "fundinho" da panela escuro). Coloque água filtrada (temperatura ambiente) até cobrir metade da carne e acrescente o cubo de caldo de carne e as folhas de louro. Deixe na pressão por 45 minutos após o apito (fogo baixo).

Aguarde sair toda a pressão e abra a panela. Com a peça de lagarto ainda quente, embrulhe-a com papel alumínio e deixe-a bem lacrada (se preciso, faça 3 "voltas" com o papel). Em seguida, leve à geladeira e deixe descansar de um dia para o outro.

Passado o tempo de espera, corte o lagarto em rodelas finas (utilizei uma faca elétrica, mas pode usar a manual, porém bem afiada). Reserve.

Em um refratário grande de vidro, faça camadas alternando fatias de lagarto, pimentões, tomates, cebolas e azeitonas. Misture os temperos (azeite, vinagre, água, água de azeitona, orégano) e espalhe por cima das camadas (não precisa de sal por conta da água da azeitona ser bem salgada).

Tampe o refratário e deixe marinar na geladeira por, no mínimo, 12 horas antes de servir.

Bom Apetite!

Feriadão

Google Imagens

Novembro é um mês muito aguardado para os amantes dos feriados. Temos logo no inicio o dia de Finados, dia de prestarmos homenagens àqueles que já partiram. Dia em que os cemitérios ficam cheios de pessoas que em sua grande maioria e por vários motivos, vão visitar seus mortos apenas nesse dia. Nesse dia também precisamos ter cuidados com ladrões infiltrados em meio a multidão e com o mosquito da dengue, que poderá se procriar nos vasos de flores deixados nos túmulos. Infelizmente ainda há pessoas inconscientes o suficiente para não tomarem os devidos cuidados. 

Em seguida temos 15 de novembro, dia da Proclamação da República. Esse dia deveria simbolizar o ingresso de nossa nação no sistema político democrático. Sim a tão alardeada democracia deveria ser nossa condutora política. Mas sabemos que ao longo de nossa história as coisas não ocorreram exatamente assim. Passamos por vários momentos delicados de golpe de estado e ditaduras. 

Dia 19 de novembro, não é feriado, por isso muito menos lembrado. É o dia da Bandeira Nacional, símbolo de nossa Nação que deveria ser amado e muito respeitado, o que nem sempre acontece, infelizmente. 

Para encerrar o mês, temos 20 de novembro – não é feriado nacional – que marca o dia da Consciência Negra. Finalmente depois de anos de luta, o movimento negro brasileiro está conseguindo ganhar espaço, ser ouvido. Apesar de muitos ainda insistirem que não há preconceito no Brasil. Esse feriado marca a Semana da Consciência Negra, quando muitos debates e eventos são realizados visando elevar a autoestima e a conscientização da população negra brasileira. 

Por que esse tema essa semana? Por que temos muitos feriados ao longo do ano, mas infelizmente, poucos sabem seus significados e importância. Para muitos, feriado é apenas um dia de folga e se for “emendado” então, melhor ainda. 

Datas especiais precisam ser lembradas e comemoradas de acordo com seus significados, e não apenas como mais um jeitinho brasileiro de matar o trampo! 


21 de novembro de 2012

Salada de Grão de Bico com Atum


Receita bem gostosa e ideal para esses dias em que a temperatura está alta. Você pode substituir o atum por frango desfiado, presunto em tirinhas, cubinhos de peito de peru e entre outros. É só deixar a criatividade e o bom gosto rolar! =)



Ingredientes:
1 pacote (500g) de grão de bico 
1 cubo de caldo de legumes 
1 lata de atum (sólido) 
4 tomates cortados em cubinhos (sem sementes) 
1 cebola média em cubinhos 
½ xícara (chá) de azeitonas picadas 
2 limões pequenos 
2 folhas de louro 
Azeite 
Sal 
Pimenta do reino 
Orégano 


Preparando.... 

Deixe o grão de bico em molho em água quente (quase fervendo) por 30 minutos (eu coloco na panela de pressão tampada). Após, troque a água e cozinhe na panela de pressão com o cubo de legumes e o louro por, aproximadamente, 35 minutos após o apito. Aguarde sair toda a pressão e verifique se o grão de bico está cozido. 

Depois de cozido, escorra a água quente e dê um choque com água gelada. Reserve. 

Pique os tomates sem sementes e a cebola em cubinhos. Reserve. 

Numa travessa grande misture o grão de bico escorrido, os tomates, a cebola, o atum, as azeitonas e os temperos. 

Acomode a salada numa travessa e leve à geladeira por, no mínimo, 1 hora antes de servir. 

Bom Apetite!

19 de novembro de 2012

Arroz com Frango e Bacon


Na geladeira só tinha duas sobrecoxas temperadas e não seria o suficiente para o almoço de casa. A solução? Preparar um arrozinho do estilo "tudo junto e misturado". O resultado: não foi suficiente, pois todos repetiram e repetiram =)


Ingredientes (para 3 a 4 pessoas):
2 sobrecoxas cruas e temperadas 
50g de bacon em cubinhos 
1 cebola média em cubinhos 
2 dentes de alho picados 
2 tomates sem sementes em cubinhos 
2 xícaras (chá) de arroz cru 
4 xícaras (chá) de água fervente 
1 cubo de caldo de legumes 
1 colher (café) de açafrão em pó 
2 colheres (sopa) de azeitonas verdes picadas 
½ xícara (chá) de cheiro verde picado 
Sal 



Modo de Preparo:

Tempere as sobrecoxas de frango com limão, sal, pimenta vermelha, loro e orégano. Deixe descansar por, no mínimo, 1 hora na geladeira. 

Em uma panela grande, frite os cubinhos de bacon (não precisa colocar óleo). Quando ficarem bem douradinhos, acrescente os pedaços de sobrecoxas cortados e refogue até cozinhar. Acrescente a cebola, o alho e os tomates. Mexa bem e deixe apurar por 10 minutos em fogo baixo. Após, junte o arroz cru, uma pitada de sal e o açafrão. 

Dissolva o caldo de legumes na água fervente e junte ao refogado. Deixe cozinhar, em fogo alto, até aparecer os primeiros “furinhos” no arroz. Diminua o fogo e cozinhe com a panela semi tampada até secar a água. 

Desligue o fogo, tampe a panela e deixe descansar por 10 minutos. 

Transcorrido o tempo, solte o arroz com o auxílio de um garfo, coloque as azeitonas e o cheiro verde. Misture e sirva em seguida. 

Bom Apetite!


Segunda Saudável: Pitanga

Google Imagens

A pitanga, espécie nativa da Mata Atlântica, tem em seu nome origem tupi-guarani - "pyrang" que significa “vermelha”. A fruta carnosa e aquosa, de cor vermelha (mais comum), amarela ou preta, tem sabor agridoce e já era apreciada pelos indígenas, bem como pelos primeiros colonizadores do Brasil.

Pertencente a família botânica das Myrtaceae, a pitanga (Eugenia unifloraL.) é uma das mais importantes frutas nativas da Mata Atlântica com grandes potencialidades para o cultivo comercial. De seus frutos, que contém vitaminas A, C, do complexo B, cálcio, ferro e fósforo, além do consumo in natura, podem ser obtidos sucos, sorvetes, geléias, doces, licores e vinhos. Além desses usos, mais comuns, algumas indústrias de cosméticos já têm utilizado seu extrato para a fabricação de sabonetes e shampoos.

As folhas da pitangueira contém o alcalóide denominado pitanguina (sucedâneo de quinino); bastante utilizada na medicina popular através de chás, indicada contra diarréias persistentes, contra afecções do fígado, em gargarejos nas infecções da garganta, contra reumatismos e gota. Tem ação calmante, antiinflamatória, diurética, combate a obesidade e também possui atividade antioxidante.

A pitangueira é uma espécie de ampla distribuição geográfica natural ocupando regiões de clima tropical e subtropical, indo de Minas Gerais até o Rio Grande do Sul.

Atualmente, as plantações comerciais significativas da fruta estão no nordeste brasileiro, onde o estado que se destaca é Pernambuco.

A pitanga é indicada para recuperação de áreas degradadas e também na implantação de sistemas agroflorestais, além de possuir boa potencialidade para consumo e processamento da polpa, é atrativa principalmente a avifauna, tornando-se uma espécie chave para indução na regeneração natural de florestas. Também é utilizada como espécie ornamental em muitas cidades brasileiras.

Fonte: O Poder das Frutas / Wikipédia


Artista da Semana..... Papa Roach 


Na pequena cidade de Vacaville, noroeste da Califórnia, quatro colegas de ensino secundário, Jerry Horton, Dave Buckner, Jacoby Shaddix (Coby Dick) e Will James decidiram montar uma banda. O nome surgiu a partir de um trocadilho com baratas e guimbas de maconha, e então estava criada a Papa Roach. Suas maiores influências eram as bandas Faith No More, Rage Against The Machine e Primus, um som que misturava punk rock, alternative rock, funk-metal e rap-metal. 

Depois de alguns anos tocando em bares, pizzarias e pequenas festas, eles conquistaram fãs pela região, e então começaram com alguns concertos em Sacramento, San José e Berkeley, e logo estavam abrindo concertos do Deftones. 

No verão de 1996 tomaram algumas atitudes para subir mais um degrau na carreira. A primeira delas foi trocar o baixista Will James por Tobin Esperance, que tinha 16 anos e era roadie da banda desde os 13. A segunda, contratar um empresário, Bret Blair. Depois disso, juntaram 700 dólares e entraram em estúdio para gravar o primeiro LP, Old Friends From Young Years, que serviu de suporte para várias apresentações pelos Estados Unidos. 

Em 1998, lançaram o EP 5 Tracks Deep, mas sua estréia numa grande gravadora foi com o álbum Infest, pela Universal Records. Em 2001, participou do Rock in Rio 3, no mesmo dia das consagradas bandas Guns N' Roses e Oasis. 

Em 2002, foi lançado Lovehatetragedy, álbum que teve como singles "She Loves Me Not" e "Time And Time Again". O álbum não alcançou o sucesso desejado, alcançando apenas o disco de ouro, enquanto seu antecessor conseguiu platina tripla. Mesmo assim os singles fizeram muito sucesso. Em 2004, saiu Getting Away With Murder, um álbum não muito bem recebido pela crítica e pelos fãs. O primeiro single foi a faixa título, considerada por muitos a melhor do álbum, e o segundo foi "Scars", uma balada. Essa nova obra ditou o que seria o novo estilo Papa Roach, mais voltado ao Rock and Roll, como evidenciado por faixas como "Be Free". Além dos dois singles foi lançada uma versão ao vivo de "Take Me".

Em 2005, foi lançado o primeiro álbum ao vivo da banda, Live & Murderous In Chicago, foi uma verdadeira figura dos concertos do Papa Roach. Além das 19 músicas gravadas ao vivo, há também todos os videoclipes da banda. Em 2006 saiu The Paramour Sessions, o qual foi gravado na Paramour Mansion. É álbum que mostra de vez o novo estilo do Papa Roach, e cujo primeiro single foi ...To Be Loved. Metamorphosis é o sexto álbum de estúdio da banda, lançado a 24 de Março de 2009.O primeiro single do álbum é "Hollywood Whore" lançado em 28 de Outubro de 2008. O segundo single é "Lifeline" lançado no dia 9 de Janeiro de 2009. O terceiro single é "I Almost Told You That I Loved You", lançado no dia 1 de Junho de 2009.Time for Annihilation...On the Record and On the Road é o sétimo álbum da banda, lançado a 31 de Agosto de 2010.

The Connection é o sétimo álbum de estúdio.O álbum foi lançado no dia 2 de outubro de 2012 pelo gravadora Eleven Seven Music. O primeiro Single "Still Swingin" foi lançado no dia 24 de julho de 2012, Jacoby Shaddix descreveu o álbum como uma "redescoberta dos elementos básicos do Papa Roach". 

Muito bom o som dos caras, vale a pena conferir. 

Curtam agora a versão acústica de “Scars”,uma das minhas favoritas. 

Grande abraço e até semana que vem. 



Long Live, Rock’n Roll \o/ 


18 de novembro de 2012

Sorteio Especial: Avental by "Keley Handmade"


Costurando pedacinhos de amor é o tema de Keley Handmade, que demonstra, em todas as suas peças, o carinho e a dedicação de quem ama o que faz.

Suas criações envolvem o artesanato em patchwork e costuras, passando por aventais bem criativos, porta-bijus, travesseiros com a estampa de fotos e muito mais, além de criações exclusivas e personalizadas para eventos como chá de cozinha, noivados, casamento, entre outros.

Conheça todas as opções e personalização de presentes na loja virtual da Keley Handmade.

Brincando de Cozinhar e Cia recebeu da Keley Handmade esse lindo avental para sortear entre seus amigos leitores.


Para participar é muito fácil:

* Curta a Página no Facebook da Keley Handmade (clique aqui)

* Curta a Página no Facebook do Brincando de Cozinhar e Cia (clique aqui)

O sorteio acontecerá no dia 25 de Novembro de 2012.


Participem!

*Atenção: se você não possui perfil no Facebook, deixe um comentário com seu nome e e-mail nesse post. Boa Sorte!
16 de novembro de 2012

Panquecas com Presunto e Queijo ao Molho Bolonhesa


Se o bom senso não me acusasse tanto, eu comeria panquecas todos os dias. Sou fã dessa massa tão simples, porém muito saborosa. Nessa versão, fiz recheada com fatias de presunto e muçarela e, por cima, um molho bolonhesa bem suculento. Que tal preparar essa delícia para o almoço especial de final de semana?


Massa de Panqueca: 
1 ½ xícara (chá) de farinha de trigo 
2 xícaras (chá) de leite 
2 ovos 
1 colher (café) de sal 
2 colheres (sopa) de óleo 


Modo de Preparo:

Bata todos os ingredientes no liquidificador por 2 minutos e deixe descansar na geladeira por, no mínimo, 15 minutos. 

Aqueça uma frigideira (de preferência antiaderente) com um fio de óleo ou azeite ou margarina. 

Coloque uma concha da massa e espalhe com movimentos circulares segurando pelo cabo da frigideira (fogo baixo). 

Quando as bordas estiverem douradinhas e você ver que a massa está deslizando pela frigideira, com o auxílio de uma espátula, vire a panqueca e deixe até dourar do outro lado. 

Reserve. 

Rendimento: 8 panquecas 


****************************** 
 

Molho Bolonhesa 


Ingredientes:
300g de carne moída 
1 cebola média em cubinhos 
2 dentes de alho picadinho 
1 colher (sopa) de margarina 
1 colher (sopa) de azeite 
1 sachê de molho de tomate pronto 
½ xícara (chá) de água 
½ xícara (chá) de leite 
2 folhas de louro 
Sal 
Pimenta do reino 


Modo de Preparo:

Doure a cebola e o alho na margarina e no azeite. Adicione a carne moída e deixe refogar bem até a carne ficar bem fritinha e seca. Tempere com o sal, a pimenta e o louro. Acrescente o molho de tomate, a água e o leite (tira a acidez do tomate). Misture bem e deixe cozinhar por, aproximadamente, 15 a 20 minutos em fogo baixo. 

Deixe o molho de carne moída descansar com a tampa fechada por 5 minutos 



************************************ 


Recheio: 

16 fatias de presunto 
16 fatias de muçarela 


Montagem do Prato 

Recheie as panquecas com 2 fatias de presunto e 2 de muçarela cada uma formando rolinhos e acomode-os numa travessa. 

Espalhe o molho bolonhesa por cima e polvilhe com muçarela ralada. 

Leve ao forno médio pré-aquecido até gratinar o queijo. 

Bom apetite! 

15 de novembro de 2012

Bebadosamba

A arte brasileira este ano está em festa, o mestre Gonzagão e o escritor baiano Jorge Amado comemorariam 100 anos, a Semana de Arte Moderna de 22, completou 90 anos. Caetano Veloso, Gilberto Gil e Milton Nascimento completaram 70 anos, isso só para citar alguns dos mais importantes nomes de nossa arte. 

Todos esses artistas merecem homenagens, e as estão recebendo pelos quatro cantos do país, mas hoje, farei homenagem a um nome pouco citado, mas tão talentoso quanto qualquer um dos que já citei. 

Refiro-me ao senhor Paulo César Batista de Faria, ou melhor, Paulinho da Viola, um dos maiores nomes de nossa MPB. Nasceu no Rio de Janeiro, em 12 de novembro de 1942, filho de músico, seu destino não poderia ser outro. Na sua infância e juventude, pode assistir de perto e depois tornou-se parceiro de músicos como Cartola e Candeia. Com seu jeito tímido e muito talento, foi conquistando seu espaço nas grandes rodas de samba carioca e depois conquistou o Brasil. 


Portelense de coração, por ironia do destino teve um samba em homenagem à Mangueira classificado em um grande festival, para se redimir, compôs Foi um rio que passou em minha, que se tornou um de seus maiores sucessos. 


Seu repertório é tido pela crítica como sofisticado, que varia entre o samba e o chorinho com igual competência. Já teve muitas músicas em trilha de novela, quem não se lembra de “dinheiro na mão é vendaval...”, outras composições importantes como 14 anos, Bebadosamba, Dança da solidão e Pra jogar no oceano fazem parte do seu repertório impecável. Nossa música tem orgulho em ter um fiel e digno representante, que prima pela qualidade do som de seu instrumento, pela qualidade de suas letras e também pela qualidade única de suas interpretações. Parabéns Paulinho da Viola, que seus 70 anos se convertam em 1000 anos de qualidade para nossa música! 


13 de novembro de 2012

Farofa de Banana da Terra


Vi essa receita no "Rango Bom" do Canal Futura e me apaixonei. Eu adoro a combinação de banana com a comida do dia a dia. Se você é assim como eu, não deixe de experimentar essa delícia!

Ingredientes:
4 colheres (sopa - bem cheia) de manteiga
1 cebola grande cortada em cubinhos
2 bananas da terra em rodelas (não muito maduras)
400g de farinha de mandioca
sal a gosto


Modo de Preparo:

Em uma panela, derreta a manteiga sem deixar ferver. Acrescente a cebola picada e mexa até dourar. Em fogo baixo, junte a farinha de mandioca aos poucos e misture bem. Ainda com o fogo ligado, adicione as bananas e mexa até incorporar. Desligue o fogo e acerte o sal.

O aspecto é de uma farofa úmida.

 Bom Apetite!


12 de novembro de 2012

Carne de Panela com Linguiça Toscana


Acrescentar linguiça na carne de panela do dia a dia dá um resultado muito saboroso. Eu, particularmente, adorei essa combinação. "Simbôra" incrementar a sua receita?


Ingredientes:
500g de carne para panela em cubos (utilizei coxão duro) 
3 gomos de linguiça toscana 
1 cebola pequena 
2 dentes de alho 
½ pimenta dedo de moça cortada em tirinhas 
3 colheres (sopa) de molho inglês 
1 colher (sobremesa) de orégano 
1/3 colher (café) de pimenta do reino 
4 xícaras (chá) de água fervente 
1 colher (sopa) de óleo 
½ xícara (chá) de cheiro verde 
Sal 


Modo de Preparo:


Em uma panela, ferva 2 copos de água e, após, acrescente os gomos de lingüiça. Deixe cozinhar, em fogo médio, por 10 minutos. Escorra a água, retire a película das linguiças e corte-as em rodelas. Reserve. 

Aqueça o óleo na panela de pressão e frite as rodelas de linguiças até dourar. Após, junte a carne e sele bem (15 minutos) em fogo alto. 

Incorpore a cebola, o alho, o molho inglês, o orégano, a pimenta e o sal. Misture bem e adicione as 4 xícaras de água fervente. Tampe a panela e deixe, em fogo médio, por 35 minutos após o apito. 

Desligue o fogo e aguarde sair toda a pressão. Abra a panela e deixe cozinhar por mais alguns minutinhos. Finalize com cheiro verde. 

Bom Apetite!



Segunda Saudável: Pinhão

Google Imagens

A araucária é uma árvore gigante com um tronco maciço que cresce entre 25 e 50 metros de altura. A coroa de plantas jovens desenvolve uma forma piramidal estreita, mas com a idade, os ramos mais baixos morrem e a coroa se torna plana com galhos que se parecem calandelabros. As grossas, folhas verdes escuras têm uma ponta afiada que fornecer a árvore proteção. As sementes grandes desenvolvem-se em cones de cerca de 25 cm de comprimento e são conhecidos como pinhão. 

A araucária é uma árvore que cresce nas florestas do sul do Brasil, onde cresce principalmente nos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Araucária angustifolia prefere um leve, clima temperado quente, solos ácidos. 

O pinhão é a semente da araucária encontrada dentro do cone do pinheiro, ele é um dos mais antigos alimentos conhecidos da espécie humana. Estudos antropológicos mostram que o pinheiro tem sido cultivado por suas sementes (pinhões) por pelo menos 6.000 anos. 

Pinhões são importantes na cozinha brasileira, e tem sido cultivado e consumido desde muito antes da chegada dos europeus em 1500. 

Quantidades enormes de pinhões são consumidos a cada ano no Brasil, principalmente nas regiões Sul e Sudeste, onde a Araucária é nativa e cresce rapidamente. Os números mais recentes mostram uma colheita anual de cerca de 4.300 toneladas. Em Lages, uma cidade no sul do estado de Santa Catarina, há um festival anual de pinhão, a Festa Nacional do Pinhão, com todos os tipos de alimentos cozidos com pinhões, bem como vinho pinhão. 

A polpa do pinhão é formada de amido, vitaminas do complexo B, cálcio, fósforo, zinco, manganês e proteínas. É também um excelente alimento para nutrição cerebral, pois nutrientes como o zinco e vitaminas do complexo B ajudam a nutrir as células do nosso sistema nervoso central, auxiliando na memória e raciocínio rápido e o manganês tem papel fundamental no metabolismo do colesterol e ajuda no controle da diabetes. 

Os benefícios do pinhão não param por aí, a semente também possui alto teor de vitamina C, que fortalece o sistema imunológico e auxilia na absorção de ferro pelo organismo. Possui boa quantidade de magnésio, que ajuda na captação do cálcio, atua na função muscular, também favorece a resistência imunológica e a produção de energia nas células. 

Fonte: Plantas Medicinais / Wikipédia 


Artista da Semana: The Police \o/



The Police foi uma banda inglesa de rock, formada pelo baixista e vocalista Sting, o guitarrista Andy Summers e o baterista Stewart Copeland. A banda, que teve influências do reggae, punk e do jazz, é considerada uma das melhores bandas da década de 1980 e gravou grandes sucessos, como "Roxanne" e "Every Breath you Take" e "Message In A Bottle". 

Em 1976, Sting tocava com uma banda de jazz rock chamada Last Exit. Stewart Copeland, que era o baterista do Curved Air (uma banda de rock progressivo), viu a performance de Sting e ficou impressionado. Logo depois do Last Exit ter se dissolvido, os dois músicos decidiram formar a uma banda com o guitarrista Henry Padovani. 

Mais tarde, em 1977 já com o nome The Police, a banda lançou seu primeiro single, "Fall Out", pelo selo independente Illegal Records, que foi criado por Stewart Copeland e seu irmão Miles (empresário do Police). O single teve um sucesso considerável para um lançamento independente, vendendo aproximadamente 70 mil cópias. 

Andy Summers uniu-se ao grupo e eles tocaram algumas vezes como um quarteto. Finalmente Padovani decidiu sair da banda, deixando Sting, Stewart Copeland e Andy Summers. 

O Police assinou com a gravadora A&M em 1978, lançando o single "Roxanne", que não obteve grande sucesso. Já o segundo single "Can't Stand Losing You", conseguiu ficar entre os 50 mais vendidos da parada britânica. No verão de 1978, eles saíram em excursão pelos EUA, sem nenhum disco como suporte, atravessando o país em uma van alugada e tocando com equipamento alugado. 

Em 1978 foi lançado Outlandos d'Amour que começou uma escalada lenta ao Top 10 britânico ao Top 30 americano. Imediatamente depois de seu lançamento, o grupo começou uma excursão britânica, lançou o single "So Lonely". Em 1979, o relançamento de "Roxanne" alcançou o 12º lugar nas paradas britânicas e 23º nos Estados Unidos, levando o disco Outlandos d'Amour ao sexto lugar. "Can't Stand Losing You" chega a ser número 2 na Inglaterra. No verão de 1979, Sting apareceu em Quadrophenia, um filme britânico baseado no álbum do The Who de mesmo nome; mais tarde nesse ano, ele atuou em "Radio On". 

Precedido pelo single "Message in a Bottle", número um nas paradas britânicas, Reggatta de Blanc (1979), fez do grupo estrelas na Inglaterra e Europa, encabeçando as paradas por quatro semanas. Depois de seu lançamento, Miles Copeland mandou a banda em turnê por diversos países que raramente tinham shows de músicos estrangeiros, entre eles a Tailândia, Índia, México, Grécia e Egito. 

Zenyatta Mondatta, lançado em 1980, alcançou o Top 10 nos EUA e Canadá. Na Inglaterra o álbum ficou por quatro semanas em primeiro lugar. "Don't Stand So Close To Me", o primeiro single do álbum, foi o segundo single número um do Police no Reino Unido; nos EUA, foi o segundo single a alcançar o Top 10 em 1981, seguido pela colocação número 10 de "De Do Do Do, De Da Da Da". 

A banda retornou ao estúdio em 1981 para gravar seu quarto álbum com produtor Hugh Padgham. As sessões foram filmadas para um programa de TV da BBC apresentado por Jools Holland, terminado após alguns meses, o álbum Ghost in the Machine, saiu em 1981. Ghost in the Machine tornou-se um hit imediato, alcançando o primeiro lugar no Reino Unido e o segundo nos EUA, "Every Little Thing She Does is Magic" veio a ser seu grande sucesso. Depois de seu sucesso devastador em 1980 e em 1981, foram chamados de o Melhor Grupo Britânico no primeiro Brit Awards e ganharam três Grammys. 

A banda fez um intervalo em 1982. Embora eles tenham feito seus primeiros concertos de arena e também a primeira visita ao Brasil, cada membro seguiu seus próprios projetos durante este ano. Sting atuou no filme Brimstone and Treacle, lançando um single solo. "Spread A Little Happiness" que faz parte da trilha sonora do filme, a música se tornou um hit britânico. 

Copeland fez a trilha sonora para o filme "O Selvagem da Motocicleta (Rumble Fish)" de Francis Ford Coppola, também fez as músicas de "King Lear" para a companhia de ballet de San Francisco, e lançou um álbum solo sob o pseudônimo Klark Kent, além de também tocar em várias sessões com Peter Gabriel. Summers gravou um álbum instrumental: "I Advance Masked", com Robert Fripp. 

O Police voltou em 1983 com Synchronicity, que entrou para as paradas britânicas já em primeiro lugar e rapidamente alcançou a mesma posição nas paradas americanas, onde permaneceu por 17 semanas. Synchronicity tornou-se um grande sucesso devido à força da balada "Every Breath You Take". Ficando oito semanas no topo das paradas americanas, "Every Breath You Take" tornou-se um dos maiores hits americanos de todos os tempos. Nas paradas britânicas a música ficou no topo por quatro semanas. "King Of Pain" e "Wrapped Around Your Finger" vieram a ser hits no decorrer do ano de 1983, fazendo com que Synchronicity fosse multi-platina nos EUA e Grã-Bretanha. 

O Police promoveu o álbum com uma turnê mundial de grande sucesso que precedeu as turnês do restante dos anos 80. Assim que a turnê terminou, o grupo anunciou que iria entrar em "licença" a fim de seguir interesses pessoais fora da banda. 

O Police nunca retornou dessa licença. Durante a turnê de Synchronicity, as tensões pessoais e criativas entre os membros da banda tinham aumentado muito, e eles não tiveram nenhum desejo de trabalhar juntos por um tempo. 

Durante o ano de 1986, O Police teve algumas tentativas de reunião, tocando no concerto para a Anistia Internacional e tentando gravar algumas músicas novas para um álbum. 

No decorrer da sessão de estúdio, pareceu que Sting tinha a intenção de dar a banda gravar suas novas músicas, então o grupo regravou algumas canções antigas, mas Copeland sofreu um acidente em um jogo pólo. Impedido de tocar, o grupo apresentou somente uma nova versão de "Don't Stand So Close to Me". Invés de um disco de músicas inéditas foi lançada uma compilação Every Breath You Take: The Singles na época de Natal em 1986, vindo a ser o quinto primeiro lugar do grupo nas paradas britânicas, o quarto Top 10 americano. Após esse lançamento, o grupo silenciosamente se dissolveu. 

Em 2003, a banda fez um show único no Rock and Roll Hall of Fame tocando "Roxanne", "Message in a Bottle" e "Every Breath you Take". 

A banda retornou em fevereiro de 2007 começando assim uma turnê em comemoração aos 30 anos de laçamento do primeiro compacto. No dia 8 de Dezembro do mesmo ano, a banda faz um show histórico no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, com mais de 70 mil pessoas. 

O último show da banda da turnê de 2007/08 foi no dia 7 de agosto no Madison Square Garden. Segundo o baterista Copeland, o trio nunca mais subirá aos palcos novamente.Mas, nunca se sabe o que se passa na cabeça desses Rockstars.

Curtam agora ““Every Breath You Take”, uma das minhas favoritas, mas recomendo ouvir outros grandes sucessos como “King of Pain”,”Don't Stand So Close to Me”,”Roxanne”,”Message in a Bottle”, dentre outros, vale a pena. 

Grande abraço e até semana que vem. 


Long Live, Rock’n Roll \o/ 


8 de novembro de 2012

Torta de Limão


Essa receita eu aprendi com a minha colega de trabalho e eu adorei o resultado (oh, delícia). Flavia, muito obrigada por compartilhar o passo a passo com o Brincando de Cozinhar e Cia =)


Ingredientes da Massa:

02 gemas 
04 colheres (sopa) de margarina 
04 colheres (sopa) de açúcar 
04 colheres (sopa) de leite 
01 colher (sopa) de fermento em pó 
pitada de sal 
farinha de trigo 


Modo de Preparo:

Em um refratário, coloque as gemas (costumo passar pela peneira antes, assim o "cheiro" não fica forte), a margaria e o açúcar. Misture bem e junte o leite, o sal e o fermento em pó. Adicione a farinha de trigo até dar o ponto de soltar das mãos. 

Coloque a massa em uma assadeira de fundo removível, fure a massa com um garfo e leve ao forno médio pré-aquecido até assar (aproximadamente, 30 minutos). Reserve.



************** 


Ingredientes do Recheio de Limão:

01 lata de leite condensado 
½ lata de suco de limão 


Modo de Preparo:

Coloque o leite condensado na batedeira e adicione, aos poucos, o suco de limão. Despeja o recheio na massa já assada. Reserve.


********************

Ingredientes do Suspiro: 

02 claras
03 colheres (sopa) de açúcar 


Modo de Preparo:

Bata as claras em neve e adicione o açúcar aos poucos. Coloque sobre o recheio e leve ao forno médio até o suspiro dourar.

Após, espere esfriar e leve à geladeira por, no mínimo, 2 horas antes de servir.



Insegurança

Marcelo Theobald / O Globo
Temos visto pelos meios de comunicação, que mais uma vez a sociedade paulista está sendo vítima de ataques criminosos. Os policiais, em seus momentos de folga, aumentam a lista de vítimas. Ao que dizem, isso é uma forma de represaria contra prisões e mortes de pessoas ligadas a uma facção criminosa. 

Não entendo nada disso, não trabalho com segurança pública, pouco posso opinar. Mas cidadão posso dizer que me sinto muito insegura. Tenho medo de sair para comemorar o aniversário de um amigo em um local público e, de repente, alguém chegar atirando. Infelizmente, esses eventos não estão ocorrendo apenas na capital. 

Também tenho sentindo muito medo de ir ao banco pagar uma conta, o caixa eletrônico pode explodir a qualquer momento. Medo também sinto de andar nas ruas e ser atropelada, de ter minha casa invadida por estranhos e ter o pouco que tenho simplesmente levado embora, e ainda ter de agradecer por apenas terem roubado minhas coisas não terem praticado nenhum tipo de violência contra mim ou minha família. 

Estranho esse mundo que vivemos, onde o medo é o sentimento tão vibrante. As eleições acabaram, e com ela acabaram-se as promessas, o momento é de agir, o momento clama por ações enérgicas e não por discursos vazios e demagógicos. 

As famílias das vítimas não querem ou precisam de palavras, precisam saber que a morte de seu ente querido não ficará impune e não será em vão. Precisam saber que realmente há pessoas com intenção de protegê-las e de fazer justiça. Não apenas os familiares das vítimas, mas toda sociedade precisa dessa resposta, de mais segurança e tranqüilidade. 

Para que realmente nossa sociedade conquiste a paz necessária, as causas desses acontecimentos devem ser combatidas desde a raiz. Não basta que medidas superficiais sejam tomadas para minimizar o problema. As ações precisam ser direcionadas aos pontos exatos, de onde parte as ordens para as ações, quem as recebe e quem as executa. Mas principalmente deve identificar qual é a sua verdadeira origem. 


6 de novembro de 2012

Batata na Manteiga e Manjericão


Uma versão de Batata Souté com Manjericão. Simples e deliciosa. Se você é fã de batata, experimente essa receita!

Ingredientes:
4 batatas médias cozidas e cortadas ao meio
1 colher (sopa) de manteiga
2 dentes de alho bem picadinhos
folhas de manjericão
sal


Modo de Preparo:

Doure o alho na manteiga. Acrescente as batatas cozidas e deixe fritar, em fogo baixo, até dourar. Acerte o sal e junte as folhas de manjericão. Misture delicadamente e desligue o fogo.

Bom Apetite!




5 de novembro de 2012

Carne Moída com Repolho


Aqui em casa é assim: a carne moída tem que ser sempre recheada com algum legume ou verdura. Parece que a receita fica ainda mais saborosa, além, é claro, de possuir mais nutrientes. Na versão de hoje, coloquei repolho. Espero que gostem!

Ingredientes:

500g de carne moída (recomendo acém ou músculo) 
1 cebola média em cubinhos 
2 dentes de alho cortado em lâminas 
3 xícaras (chá) de repolho cru cortado em tiras finas 
1 colher (sobremesa) de orégano 
1 limão pequeno 
2 colheres (sopa) de molho inglês 
1 colher (sopa) de azeite 
Pimenta do reino 
Sal 


Modo de Preparo:

Em uma panela grande, doure a cebola e o alho no azeite até dourar bem. Acrescente a carne moída e refogue até praticamente ela ficar bem sequinha e dourada. 

Junte os temperos (sal, orégano, pimenta, molho inglês e limão) e deixe apurar por mais 3 minutos. Incorpore o repolho picado e refogue, em fogo baixo, até o cozimento da verdura. 

Desligue e sirva com arroz e salada. 

Bom Apetite! 


Segunda Saudável: Pimentão

Google Imagens

Quando se fala de pimentão, a polêmica é eterna. Alguns adoram seu sabor proeminente, que sempre se sobressai em um prato. Outros não podem sentir o cheiro. 

O fato é que as variedades de pimentão são usadas e apreciadas em todo o mundo, por seu sabor semelhante ao das pimentas, mas sem a ardência delas. 

A história dos pimentões se confunde, de fato, com a das pimentas, já que fazem parte do mesmo gênero, chamado capsicum. Eles se originaram na América do Sul, onde foram encontradas sementes da planta de 7 mil anos atrás. 

Espanhóis e portugueses se incumbiram de espalha-las no continente europeu e em outras partes da América e, por ser um vegetal versátil e adaptável a diversos climas, o cultivo se expandiu rapidamente em todo o Mundo. 

O pimentão também se adaptou bem a diversas cozinhas: é bastante usado na culinária brasileira e portuguesa, na italiana e na mexicana. Na Europa, é seco para dar origem à páprica, um condimento muito usado em cozidos típicos do leste europeu, como o húngaro Goulash. 

Os maiores produtores de pimentão são a China, Turquia, Romênia e México. 


TIPOS

 Apresentam as seguintes características: 

- Cor: - Durante o amadurecimento, de acordo com a variedade, o pimentão muda de cor, gradativamente, passando do verde para o amarelo, chegando ao vermelho. Se for colhido ainda verde, não chega ao vermelho, pois só fica maduro, na própria pimenteira; - Os de cor Roxa e Creme, mantêm a cor inalterada, durante todo o seu desenvolvimento. 

- Tamanho: - Grandes: têm sabor mais adocicado (vermelhos); - Pequenos: com sabor mais picante (são usados como pimenta, tendo como exemplos os tipos “Chile” e “Dedo de Moça”); 

- Formato: - Pode ser: - Quadrado; - Retangular; - Cônico 


MODO DE COMPRAR

O bom produto deve ter as seguintes características: - Firme; - Brilhante; - Cabo sempre verde; - Sem manchas; - Sem marcas de insetos. 

Melhor época para comprar: - Entre setembro e janeiro. 

Manipulação: Não apertar nem quebrar. 


MODO DE CONSERVAR

- Normal: - Colocar em saco plástico e acondicionar na geladeira, na gaveta inferior: 

- Congelado cru: - Limpar bem, cortar em rodelas, colocar numa vasilha e levar ao congelador; quando as rodelas estiverem congeladas, colocar em vasilha própria e guardar no freezer ou no próprio congelador; 

- Congelado cozido: - Usar método convencional para congelar legumes, o que garante o produto por cerca de 9 meses em perfeitas condições de uso. 


COMO CONSUMIR 

O pimentão tanto é usado como prato principal, como complemento de diversos outros, conforme nos seguintes exemplos: - Saladas; - Maioneses; - Molhos; - Pastas; - Ensopados; - Recheados; - Canapés; - Cru, fatiado (aperitivo); - Cozido no vapor; - Geléia, e muitas outras saborosas maneiras, conforme a criatividade de cada um. 

Dicas : 1 - Não se deve cozinhar ou fritar o pimentão, por um tempo que exceda 2 minutos, para podermos aproveitar integralmente todos os seus nutrientes; 2 - Se precisar tirar a pele do pimentão, coloque, durante cerca de 1 minuto, ou até que se rompa a pele dele, numa vasilha com água fervendo; 3 – Se pretende fazer pimentões recheados, é conveniente cozinhá-los antes, por aproximadamente 3 a 5 minutos. 


COMPOSIÇÃO

O pimentão verde, contém grande concentração de Vitamina C, enquanto o vermelho tem mais Vitamina A; - De um modo geral, o pimentão tem: - Sais minerais (- cálcio; - fósforo; - ferro; - sódio, embora em pequena quantidade), mas é rico em potássio; - é pobre em hidratos de carbono e proteínas; - é boa fonte de Beta-caroteno (provitamina A); e contém ainda vitaminas A, B1, B2, B3, P (bio-flavonóides). 

Valor Calórico : 100 gramas de pimentão verde cru fornecem 29 calorias. 


INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS

- EFEITOS GERAIS: - Acelera a cicatrização de feridas - Previne a arteriosclerose; - Controla o colesterol; - Aumenta a resistência física; - Combate alergias; - Previne a formação de hemorróidas; - Ajuda na absorção do Ferro nos intestinos; - Reduz a concentração de histamina, sendo muito útil nos casos de asma; - Eficaz nos casos de enjôos; - Eficiente para controlar a incontinência urinária. 

- EFEITOS LOCAIS: - Gargarejo: - Meia colher das de café, de uma tintura feita com pimentões, numa proporção de 10%, diluída num copo d’água – muito eficaz nas faringites; 


Fonte: Posto 7 / Nestlé / Wikipédia


Banda da semana...Paralamas do Sucesso


Os Paralamas do Sucesso é uma banda de ska e pop rock, formada no Rio de Janeiro no final dos anos 70. Seus integrantes desde 1982 são Herbert Vianna (guitarra e vocal), Bi Ribeiro (baixo) e João Barone (bateria). No início a banda misturava rock com reggae, posteriormente passaram a agregar instrumentos de sopro e ritmos latinos. A banda faz parte do chamado quarteto sagrado do rock brasileiro, juntamente com o Barão Vermelho, Titãs e Legião Urbana. 

Apesar dos Paralamas serem considerados parte da "Turma de Brasília", por terem vivido e criado amizade com as bandas locais, é uma banda formada no Rio. Herbert e Bi se conheceram crianças em Brasília, por serem vizinhos (o pai de Herbert era militar, e o de Bi, diplomata). Em 1977, Herbert foi para o Rio fazer o colégio militar, e reencontrou Bi, que foi fazer o 3º ano. Os dois resolveram formar uma banda, Herbert com sua guitarra Gibson e Bi um baixo comprado em uma viagem à Inglaterra. Aos dois depois se juntaria o baterista Vital. O grupo se separou em 1979 para fazerem o vestibular, e em 1981 se reuniram. O grupo ensaiava em um sítio em Mendes, interior fluminense, e na casa da avó de Bi, em Copacabana, Zona Sul do Rio de Janeiro. 

O nome "Paralamas do Sucesso" foi invenção de Bi, e adotado porque todos acharam engraçado. Inicialmente, o grupo tinha dois cantores (Herbert só tocava), Ronel e Naldo, que saíram em 1982. Em 1982, Vital faltou a uma apresentação na Universidade Rural do Rio e foi substituído por João Barone, que assumiu de vez o lugar na banda. Escreveram, tendo como "protagonista" seu ex-baterista, "Vital e sua Moto", e mandaram uma fita com essa e mais 3 músicas para Rádio Fluminense. "Vital" foi muito tocada durante o verão de 83, e os Paralamas tiveram a primeira grande apresentação, ao abrir para Lulu Santos no Circo Voador. 

Em 1984, lançaram o álbum O Passo do Lui, que teve enorme sequência de sucessos ("Óculos", "Me Liga", "Meu Erro", "Romance Ideal", "Ska") e aclamação crítica, levando o grupo a tocar no Rock in Rio, no qual o show dos Paralamas foi considerado um dos melhores. Depois de grande turnê, lançaram em 1986, Selvagem?, o mais politizado. O álbum contrapunha a "manipulação" desde sua capa (com o irmão de Bi no meio do mato apenas com uma camiseta em torno da cintura), e misturava novas influências, principalmente da MPB. Com sucessos como "Alagados", "A Novidade" (a primeira com participação de Gilberto Gil, e a segunda co-escrita com ele), "Melô do Marinheiro" e "Você" (de Tim Maia), Selvagem? vendeu 700.000 cópias e credenciou os Paralamas a tocar no cultuado Festival de Montreux, em 1987. 

O show no festival da cidade suíça viraria o primeiro disco ao vivo da banda, D. Nele, a novidade, em meio ao show com os sucessos já conhecidos, era a inclusão de um "4º paralama", o tecladista João Fera, que excursiona com a banda até hoje, como músico de apoio. Os Paralamas também fizeram turnê pela América do Sul, ganhando popularidade em Argentina, Uruguai, Chile e Venezuela. O sucessor de Selvagem?, Bora-Bora (1988) acrescentou metais ao som da banda. O álbum mesclava faixas de cunho político-social como "O Beco" com as introspectivas "Quase Um Segundo" e "Uns Dias" (reflexo talvez do fim do relacionamento com a vocalista da banda Kid Abelha, Paula Toller). Bora-Bora é tão aclamado pela crítica quanto O Passo do Lui. Big Bang (1989) seguia o mesmo estilo, tendo como hits a alegre "Perplexo" e a lírica "Lanterna dos Afogados". Seguiu-se a coletânea Arquivo, com uma regravação de "Vital" e a inédita "Caleidoscópio". 

O começo da década de 1990 foi dedicado às experimentações. Os Grãos (1991), disco com enfoque nos teclados e menor apelo popular, não foi bem nas paradas (apesar de ter tido 2 sucessos, "Trac-Trac" - versão do argentino Fito Páez - e "Tendo a Lua") e nem vendeu muito, algo que também pode ser atribuído à grave crise econômica pela qual o Brasil passava. Após uma pequena pausa (na qual Herbert lançou seu primeiro disco solo), o trio retorna aos shows, que continuavam cheios, embora a banda passasse por fortes críticas da imprensa. No fim de 1993, a banda viaja para a Inglaterra, onde, sob a produção de Phil Manzanera, gravam Severino. O álbum, lançado em 1994, teve participação do guitarrista Brian May da banda inglesa Queen na música "El Vampiro Bajo El Sol". Este disco era ainda mais experimental, com arranjos muito elaborados, e foi ignorado pelas rádios e grande público, vendendo 55 mil cópias. Mas se no Brasil os Paralamas estavam esquecidos, no resto da América eles eram ídolos. Paralamas (1992), coletânea de versões em espanhol e Dos Margaritas (a versão hispânica de Severino) estouraram principalmente na Argentina. 

A despeito das fracas vendagens do CD, a turnê de Severino estava sendo muito bem sucedida, com o público recebendo sempre bem os Paralamas. Uma série de três shows, gravada no fim de 1994, viraria em 1995 o disco ao vivo Vamo Batê Lata. Vamo Batê Lata era acompanhado de um CD com 4 músicas inéditas, e o sucesso de "Uma Brasileira" (parceria de Herbert com Carlinhos Brown e participação de Djavan), "Saber Amar" e a controvertida Luís Inácio (300 Picaretas) (que criticava a política brasileira e os anões do orçamento) atraiu a atenção de público e imprensa de volta aos Paralamas. A volta às canções de fácil compreensão e ao formato pop colaborou definitivamente para o retorno ao sucesso de crítica e público, resultando na maior vendagem da carreira da banda (900 mil cópias). Também começou aí a fase dos videoclipes superproduzidos, que levariam 11 VMB de 1995 a 1999, começando por Uma Brasileira, vencedor nas categorias Clipe Pop e Escolha da Audiência. 

Nove Luas, de 1996 e Hey Na Na, de 1998 continuaram o caminho de êxito com faixas como Lourinha Bombril, La Bella Luna e Ela Disse Adeus (Nove Luas vendeu 250.000 cópias em um mês, enquanto Hey Na Na vendeu o mesmo em apenas uma semana). Em 1999 a MTV Brasil chamou os Paralamas para gravar um Acústico MTV. O álbum, com canções menos conhecidas e as participações de Dado Villa-Lobos, ex-Legião Urbana, e da Banda Vitória Régia (que sempre acompanhou Tim Maia em seus shows), vendeu 500.000 cópias, ganhou o Grammy Latino e teve turnê de shows lotados. Em 2000, lançaram uma segunda coletânea, Arquivo II, com músicas de todos os álbuns entre 1991 e 1998 (exceto Severino), uma regravação de "Mensagem de Amor" e a inédita "Aonde Quer Que Eu Vá", parceria de Herbert com Paulo Sérgio Valle (a dupla também escrevera sucessos para Ivete Sangalo). 

Em 4 de Fevereiro de 2001, um ultraleve pilotado por Herbert Vianna teve um acidente em Mangaratiba. A mulher de Herbert, Lucy, estava a bordo e morreu. Herbert fora resgatado e levado para a capital. As sequelas foram duras (Herbert fora entubado e acabara preso a uma cadeira de rodas), mas assim que Herbert mostrou que podia tocar, Bi e João resolveram voltar aos ensaios e gravar um disco cujas canções já estavam preparadas antes do acidente. Longo Caminho foi lançado em 2002. O som voltava ao principio, sem metais, em busca de um som mais "cru". Uma apresentação no programa Fantástico, da TV Globo, serviu como a reestreia da banda, pós-acidente. A volta às turnês teve muito êxito, com shows lotados, até pela curiosidade do público em saber das reais condições de Herbert e da ansiedade em ver a banda reunida novamente. Tudo isso, aliado aos novos sucessos radiofônicos ("O Calibre", "Seguindo Estrelas", "Cuide Bem do Seu Amor" - esta última incluída na trilha sonora da novela Sabor da Paixão), impulsionou as vendas de Longo Caminho, que chegaram a 300 mil cópias. Aproveitando o caráter fortemente emocional e emocionado dos shows da turnê, a banda grava Uns Dias Ao Vivo (2004), cheio de participações especiais (Dado Villa-Lobos, Andreas Kisser, Edgard Scandurra, Djavan, Nando Reis, Paulo Miklos, George Israel e Roberto Frejat). 

O disco mostrou uma banda pesada como quase nunca havia se visto. Velhos sucessos, como "Meu Erro", ganhavam versões turbinadas. As novas músicas soavam ainda mais cruas. Além de tudo, a banda decidira fazer a primeira parte da apresentação num pequeno palco armado no meio da pista. A proximidade com o público colaborou para que o resultado final ficasse caloroso e captasse fielmente a emoção dos shows. Em 2005, os Paralamas lançam Hoje, o primeiro com músicas totalmente inéditas. A recepção foi boa e músicas como "2A", "Na Pista" e "De Perto" fizeram sucesso, embora não tenham sido grandes hits. Embora o disco voltasse a trazer um som mais solar, com a volta do uso de metais, não esquecia a parte pesada que havia sido abordada em Longo Caminho, em canções como "220 Desencapado", "Ponto de Vista" - que contou com o auxílio de Andreas Kisser, guitarrista do Sepultura - e "Fora de Lugar". Ainda havia uma regravação de "Deus lhe Pague", de Chico Buarque, escolhida numa votação no site oficial da banda. No início de 2006, foi lançado o DVD Hoje Ao Vivo, contendo um show da banda (feito sem plateia, no Pólo de Cinema e Vídeo, no Rio de Janeiro), com as músicas do disco, além de duas versões para "O Muro", música que Herbert gravara em O Som do Sim, disco solo de 2000, e Busca Vida. 

Ainda em 2006, é lançado documentário sobre Herbert Vianna, Herbert de Perto. A direção é de Roberto Berliner, que também dirigiu o DVD. Em 2008, os Paralamas completam 25 anos de carreira, comemorados com uma série de shows junto com os Titãs, também há 25 anos na estrada. A série de shows culminou em um espetáculo realizado na Marina da Glória, Rio de Janeiro, lançado em CD e DVD e intitulado Paralamas e Titãs: Juntos e Ao Vivo. Em 2009, os Paralamas lançam seu mais recente disco, Brasil Afora, que ficou primeiramente disponível para download (com uma música à mais) e pouco depois foi lançado em CD. O disco conta com as participações de Carlinhos Brown e Zé Ramalho, fora uma versão de uma música de Fito Paez. Em dezembro de 2010, os Paralamas gravam no Espaço Tom Jobim, no Jardim Botânico do Rio de Janeiro o CD e DVD Multishow Ao Vivo Brasil Afora que contou com as participações de Pitty no classico " Tendo a Lua " de Zé Ramalho no hit " Mormaço " . O lançamento do DVD ocorreu em Abril de 2011 em um especial do canal Multishow. 

Curtam agora uma das minhas favoritas “Lanterna dos Afogados”. 

Grande abraço e até semana que vem. 



Long Live, Rock’n Roll \o/ 



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta nossa Fanpage!

Receber Receitas

Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Arquivo do blog

Visitantes