29 de agosto de 2013

Beijo no asfalto

Fonte: Sheik (rede social)
O aclamado autor Nelson Rodrigues escreveu a peça Beijo no asfalto, a trama é sobre um pacato cidadão que presencia um atropelamento, ao tentar socorrer a vítima atende seu último desejo e lhe dá um beijo na boca. Tudo bem, se a vítima também não fosse um homem e a foto do tal beijo não fosse estampada nas primeiras páginas dos jornais. A vida do personagem transformou-se a partir desse fato.

Hebe Camargo, que reinou absoluta por décadas na televisão brasileira, adorava contemplar seus convidados com um selinho, fossem homens ou mulheres. Quanto mais famoso fosse o convidado, mais sucesso seu selinho fazia.

Na década de 80, quando os festivais de música de Marília aconteciam com frequência, Caetano Veloso fez um show em uma das eliminatórias, ao final apresentou seus músicos e deu um beijo na boca de cada um. Por esse motivo na final do festival, crianças foram impedidas de entrar, um dos concorrentes reclamou no palco, pois seus filhos não puderam entrar, e ele disse que se os músicos tivessem levado um soco, não teriam proibido a entrada das crianças.

Na semana passada o jogador de futebol Emerson Sheik postou uma foto dando um selinho em um amigo, foi o bastante para criar mais uma polêmica, alguns torcedores foram protestar na porta do centro de treinamento do Corinthians. Torcedores de outros times passaram a fazer piadas, comentaristas esportivos também.

Me pergunto se os torcedores protestaram quando o garoto boliviano morreu, vítima de um sinalizador que foi solto da própria torcida. Protestam quando há brigas violentas entre as torcidas? Acredito que não, a questão envolve mais uma vez a intolerância e o preconceito.

Pena que a indignação seja por um beijo e não contra tantos problemas que enfrentamos dia a dia, como as tragédias, os casos de corrupção e violência urbana, e as pessoas ainda despendem energia com coisas tão insignificantes, será que preferiam que o jogador postasse uma foto em que socava o amigo, ou em que segurava uma arma pesada?

2 comentários:

  1. Excelente texto, Lú. Isso nos nos mostra mais uma vez o quão hipócrita é a nossa sociedade. Tomemos por exemplo a novela das oito, onde casal gay age como se fossem amigos, mas quando um dos membros do casal trai o outro com uma mulher, o que já é ridículo, aí rola toda a afetividade que não tinha com seu marido...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta nossa Fanpage!

Receber Receitas

Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Arquivo do blog

Visitantes