19 de março de 2012

Segunda Saudável: Jambo

Google Imagens
O jambo-vermelho é uma boa fonte de ferro, proteínas e outros minerais. Os frutos apresentam 28,2% de umidade, 0,7% de proteína, 19,7% de carboidratos, contendo entre eles vitaminas como A (beta caroteno), B1 (tiamina), B2 (riboflavina), minerais como, ferro e fósforo. Em 100g de polpa, tem 50 calorias.

Os jambos são delícias vindas para o Brasil da longinqua Índia e de algumas ilhas da Malásia. E os jambeiros são sempre belíssimas árvores, de copa densa e bem-formada.

Embora não sejam originárias da América, os jambos aclimataram-se tão bem às condições do trópico americano que parecem nativos da terra. Nas regiões Norte, Nordeste e Sudeste do Brasil é raro um pomar sem pelo menos um jambeiro, qualquer que seja. E ninguém se pergunta se ela é do lugar ou se veio de longe: parece que sempre esteve ali.

Embora exista uma grande quantidade de frutas trazendo o mesmo nome – e, nesse caso, o nome é jambo – muitas vezes não se trata sequer de variedades da mesma fruta. Seu parentesco é talvez o mesmo que existe entre a jabuticaba, a goiaba e a pitanga, também da grande família das Mirtáceas como todos os demais jambos.

O mais conhecido dentre eles, o jambo-vermelho nasce em árvores grandes, de folhas também grandes, cuja copa tem uma forma piramidal ou cônica, muito bem definida.

Tapete de flores

As muitas flores, lindas e coloridas de púrpura e rosa choque, quando caem, formam sob os jambeiros um “tapete purpúreo de belo efeito”.Agumas praças de povoados no litoral do sul da Bahia oferecem tal espetáculo que, de tão belo, sempre merece o registro de turistas que passam por ali. Aliás, nessas localidades o jambo é mais conhecido pelo nome de eugênia.

De grande valor ornamental, o jambeiro-vermelho oferece, ao mesmo tempo, beleza, boa sombra, além de frutos doces e perfumados aos felizardos que dela souberem aproveitar.

Os frutos, vermelhos por fora e alvos por dentro, têm um sabor doce, de fundo um pouco ácido, que lembra o das peras, sendo acrescido por um perfume forte da flor. Dizem que cheira a água de rosas. A casca é fina e a polpa, pouco suculenta e consistente, obriga a umas boas dentadas para quem quiser prová-las.

Com o fruto do jambeiro-vermelho faz-se um especial e delicioso doce em compota: os jambos descascados são partidos ao meio, os frutos são apenas aferventados e, depois, colocados para cozinhar em calda fina de açúcar fervente. O resultado, além de bom, é um doce de fruta lindo, cor de rosa, da cor do doce de pêssego.

Fonte: Poder das frutas / Wikipédia

Artista da semana...Janis Joplin!


Janis Lyn Joplin (Port Arthur, 19 de Janeiro de 1943 — Los Angeles, 4 de Outubro de 1970) foi uma cantora e compositora norte-americana. Considerada a "Rainha do Rock and Roll", "a maior cantora de rock dos anos 60" e "a maior cantora de blues e soul da sua geração", ela alcançou proeminência no fim dos anos 60 como vocalista da Big Brother and the Holding Company e, posteriormente, como artista solo, acompanhada de suas bandas de suporte, a Kozmic Blues e a Full Tilt Boogie.

Influenciada por grandes nomes do jazz e do blues como Aretha Franklin, Billie Holiday, Tina Turner, Big Mama Thornton, Odetta, Leadbelly e Bessie Smith, Janis fez de sua voz a sua característica mais marcante, tornando-se um dos ícones do rock psicodélico e dos anos 60.Todavia, problemas com drogas e álcool encurtaram sua carreira. Morta em 1970 devido à uma overdose de heroína, Janis lançou apenas quatro álbuns: Big Brother and the Holding Company (1967), Cheap Thrills (1968), I Got Dem Ol' Kozmic Blues Again Mama! (1969) e o póstumo Pearl (1971), o último com participação direta da cantora.

Curtam agora “Piece of my Heart”,umas das minhas favoritas.


Long Live, Rock ‘n Roll \o/

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta nossa Fanpage!

Receber Receitas

Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Arquivo do blog

Visitantes