28 de fevereiro de 2013

Sinalizador não é brinquedo

Google Imagens
Durante a estréia do Corinthians na Taça Libertadores da América, um jovem boliviano morreu atingido por um sinalizador. Mais uma vez este artefato destinado ao uso marítimo foi usado indevidamente. O incêndio na boate de Santa Maria teve inicio após a utilização de um desses. Tornou-se hábito a utilização de sinalizadores em estádios e outros grandes eventos, porém, a preocupação com a segurança é totalmente nula. 

Em primeiro lugar esses artefatos não são objetos inofensivos que podem ser utilizados em qualquer lugar, eles tem local e função específicas. Utilizados fora do seu contexto, para fazer graça, tornam-se armas perigosas, os acontecimentos estão aí para nos mostrar isso. 

Como imaginar então que alguém pode alegar que não sabia do risco que corria ao acionar o artefato? Infelizmente isso é muito comum, pois um dos resultados de nossa educação tão deficiente é que as pessoas não são estimuladas a pensar. Agem primeiro, para depois avaliarem os resultados. 

Não apenas nesses casos, mas é um absurdo que as pessoas digam que não sabiam do risco que corriam após provocarem “acidentes” desse tipo. “Não tive intenção de matar” disse o jovem que assumiu o disparo. Mas não sabia do perigo? Essa desculpa não resolve o problema, qualquer um sabe – ou deveria saber – que em locais públicos em meio a uma multidão, os riscos aumentam muito. Um simples copo de plástico torna-se uma arma, quem dirá um sinalizador. 

É preciso conscientização, é preciso que as pessoas pensem antes de agir. Que se lembrem que estão indo para uma festa e que querem voltar bem para casa, da mesma forma, todas as pessoas que estarão lá querem o mesmo. Precisamos pensar mais em nossas ações, e se por algum motivo, imaginarmos que talvez algo de ruim possa acontecer, devemos repensar nossas ações. Depois não adianta chorar e se lamentar, as marcas deixadas não se apagarão facilmente. 

Os verdadeiros responsáveis devem ser responsabilizados pelos seus atos, e todos nós devemos pensar mais antes de agir. 


0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta nossa Fanpage!

Receber Receitas

Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Visitantes