16 de março de 2014

Patrulhas ideológicas

Google Imagens
Semana passada li em um jornal que uma casa de Asé (de religião de tradição africana) foi atacada e destruída por pessoas que se diziam cristãs. Esse tipo de ação ocorre com uma freqüência alarmante. Onde está escrito que alguém tem o direito de invadir a casa de outro alguém e destruir tudo apenas por não concordar com suas crenças?
 
Vivemos em um mundo cada dia mais intolerante, violento, preconceituoso e opressor. Pessoas falam a agem como querem, sem medir as conseqüências de suas palavras e ações: magoou, ofendeu? Bobagem isso é coisa da sua cabeça. 
 
Por outro lado a patrulha ideológica está cada vez mais arbitrária, se alguém fala algo que vai contra a uma corrente de pensamento, logo cai uma avalanche de críticas pesadas e violentas. Vivemos um momento muito delicado, onde dizer, não dizer, pensar em dizer ou não pensar em dizer é motivo para as mais pesadas críticas.
 
Nem sempre concordo com o que falam, com os discursos prontos e carregados – no meu entender – de pré-conceitos sociais e culturais, mas procuro ver o caminho do debate, do diálogo, pois aí sim poderemos crescer mais e enriquecer nosso conteúdo intelectual. Mas nem sempre é assim, as pessoas estão caindo no lugar comum, repetindo frases feitas e ataques brutais quando discordam de seu interlocutor.
 
Vivemos em uma democracia, temos o direito de nos expressar livremente é claro, mas também devemos pensar antes de falar, ponderar mais sobre o peso de nossas palavras, afinal elas com certeza podem e acabam sendo usadas contra nós. E aí vemos uma infinidade de debates nas redes sociais que acabam se tornando violentos e vazios, pois não resolvem nenhuma questão fundamental para nossa sociedade. Se a jornalista usou a bancada do telejornal para expressar sua opinião – por exemplo – e desagradou os defensores dos direitos humanos, a ministra desta pasta foi a público e chorou por esses direitos. Fico observando tudo isso e me pergunto: até quando as palavras dominaram a cena sufocando a ação? Em que essas discussões sobre você disse isso ou aquilo resolverão nossos problemas sociais? Não seria melhor agirmos mais do que nos escondermos atrás das patrulhas ideológicas?

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta nossa Fanpage!

Receber Receitas

Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Visitantes