2 de abril de 2012

Segunda Saudável: Jenipapo

Google Imagens
O jenipapo possui as vitaminas B1, B2, B5 e C. Minerais: cálcio - 249 mg em 100 gramas e ferro.

O melhor uso do jenipapo é ao natural ou em forma de suco. Do jenipapo também se faz um ótimo licor, encontrado principalmente no Nordeste brasileiro. A quantidade do mineral ferro existente no fruto supre as nossas necessidades diárias se fizermos sempre uso dele.

O consumo do jenipapo é ótimo no combate à asma e contra os vômitos durante a gravidez, chegando mesmo a eliminá-los.

O seu suco é utilizado por algumas tribos indígenas brasileiras para enegrecer o rosto e o corpo.

O jenipapeiro traz na sua história uma contradição. Há quem diga se tratar de uma árvore doméstica, raramente encontrada no interior dos matos, uma árvore que “gosta de gente”. E há aqueles que temem sua proximidade, acreditando que a árvore guarda fantasmas, poderosos o bastante para impedir o crescimento dos rebanhos de gado.

Outros, ainda mais céticos e práticos, têm uma razão diferente para não indicar o plantio do jenipapeiro próximo às casas: quando maduros, os frutos de pouco mais de 10 cm de diâmetro caem do alto dos 15 metros da árvore com força suficiente para destruir telhas ou mesmo atravessar telhados.

Porém, o jenipapo oferece diversas compensações para esses melefícios eventuais. Além de ser largamente empregado na produção artesanal de xarope para tosse (conhecido no Nordeste pelo nome de “lambedor“) e da crença de que dá energia aos homens e maior poder de atração às mulheres, o jenipapo por si só, maduro ou verde, é muito apreciado pelas populações das regiões onde ocorre. Tanto na Amazônia, de onde é originário, como no Nordeste e Centro-Oeste, por onde se espalhou.

Atualmente o jenipapo está muito difundido, sendo encontrado com frequência por toda a América tropical e em outras regiões do planeta de clima semelhante, cultivado ou espontâneo.

Quando maduro, a polpa do jenipapo, simultaneamente adocicada e azeda, pode ser utilizada em refrescos, sucos, vinhos, vitaminas, compotas e doces cristalizados. Cozinhando-se o jenipapo e adicionando cachaça e mel, obtém-se um saboroso e apreciado licor. A polpa do jenipapo, cortada em pedaços e amassada, misturada com açúcar e deixada por algumas horas resfriando em geladeira, transforma-se na famosa jenipapada. A fruta também é comida diretamente com açúcar ou frita na manteiga e condimentada com açúcar e canela.

Quando verde, no entanto, o fruto tem uso bem distinto. A polpa oferece um líquido a princípio transparente que, em contato com o ar, oxida-se e ganha uma coloração entre azul-escura e preta, tornando-se uma boa tinta. Essa tinta era utilizada pelos índios desde antes da chegada dos europeus na América, para fazer pinturas corporais e para adornar objetos em geral. No corpo, só desaparece depois de uma semana ou mais, espontaneamente. Na madeira, é praticamente irremovível. O nome jenipapo originou-se justamente dessa sua qualidade, derivando do tupi-guarani “nhandipab” ou “jandipab“, que significa “fruto que serve para pintar“.

O jenipapeiro, da família das Rubiáceas, ainda oferece madeira branca, fina, de fácil manejo a faca e apropriada para esculturas e tornos. A fruta, de fácil colheita e farta durante quase todos os meses do ano, embora encontrada pelas feiras do Norte e Nordeste e utilizada artesanalmente na produção de tintas, não é produzida em escala comercial.

Maduro e enrugado

Pode-se reconhecer que o fruto do jenipapeiro está maduro por sua consistência e coloração. O jenipapo torna-se mais agradável para o consumo ao natural quando amadurece e amolece no pé; sua casca enruga-se e adquire uma coloração avermelhada ou amarelada, diferente da cinzenta e áspera do fruto verde.

Medicina popular, indicações para o jenipapo

Xarope de jenipapo contra bronquite

Cortar 3 jenipapos “de vez” em pedaços, adicionar um limão-galego com casca em pedaços e 2 litros de água. Deixar cozinhar por aproximadamente 40 minutos, deixar esfriar e adicionar mel. Adultos, ingerir uma colher (sopa) de 2 a 3 vezes por dia. Crianças, uma colher (chá) de 1 a 3 vezes por dia.

Suco de jenipapo afrodisíaco.

Bater no liquidificador jenipapos, uma colher (chá) de Tribulus terrestris, uma colher (chá) de mel, adicionar água. Ingerir o conteúdo em seguida, 1 vez por dia.

Vômitos da gravidez e asma

Cozinhar o suco do jenipapo até que fique reduzido à metade. Tomar morno uma colher (sopa) a cada 2 horas.

Anemia

Ingerir um copo do suco do jenipapo várias vezes durante o dia. Se quiser pode adoçar com melado de cana.

Enterite crônica

Tomar o suco de jenipapo adoçado com mel, um copo várias vezes por dia.

Elefantíase

Suco natural do jenipapo, tomar 200 ml, 4 vezes durante o dia.

Fonte: Poder das Frutas

Artista da semana...John Lennon!

John Winston Lennon nasceu no dia 09 de Outubro de 1940 em Liverpool. Filho de Julia e Alfred Lennon, teve o pai ausente em toda vida e acabou sendo criado por uma tia, Mimi, irmã de Julia.

John não era o que se podia chamar de 'working class hero', pois tinha um padrão de vida muito bom, se comparado aos outros Beatles. Estudou na Quarry Bank Grammar School, escola que, com seus companheiros viu o nascimento do 'Quarrimen' ( que mais tarde daria origem aos Beatles ). John adorava escrever, e alguns de seus poemas da época seriam um prefácio das letras que o tornariam tão famoso.

Aprendeu a tocar guitarra com sua própria mãe, Julia, que o visitava esporadicamente, até que morreu atropelada, quando John era adolescente. Isso o fez se aproximar de Paul McCartney, que havia perdido sua mãe na mesma época, e ao Rock and Roll, em discos de Elvis e Chuck Berry .

Em 1957 ingressou na Liverpool Art College, onde conheceu Cynthia Powel, que se tornaria sua primeira esposa, casando-se em 23 de Agosto de 1962.

Naquela época os Beatles começavam a subir a escadaria da fama, e turnês, gravações, filmes e outros compromissos fizeram de John um marido ausente e foi o motivo pelo qual, seu filho Julian ( nascido em 8 de Abril de 1963 ), pouco tivesse contato com ele.                        
John sempre foi o líder intelectual dos Beatles, e durante a 1ª fase, ele é o grande responsável pela maioria das canções da banda, fato que iria reverter em prol de Paul McCartney de 1966 em diante.
Escreveu dois livros com poemas enquanto estava com o grupo: 'In His Ows Write' ( em março de 64 ) e 'A Spaniard in The Works' ( em 1965 ).

Em 1966 fez a famosa declaração de que 'Os Beatles eram mais famosos que Jesus Cristo', frase mal interpretada quando foi colocada fora do seu contexto original, recebeu sua medalha do império britânico ( devolvida em 69 em repúdio ao envolvimento da Inglaterra na guerra de Biafra ).

No mesmo ano, numa exposição de artes na 'Indica Gallery', em Londres, conhece Yoko Ono, e começa a se envolver com drogas como LSD. No final deste mesmo ano vai para a Espanha filmar 'How I Won The War', de Richard Lester ( diretor dos dois primeiros filmes dos Beatles ).

Em 1968 o casamento de John e Cynthia termina e ele começa a viver com Yoko Ono, com a qual casaria em Gibraltar em 20 de Março de 1969. Troca aí seu nome de John Winston Lennon para John Ono Lennon.

Com Yoko Ono, ele toma conhecimento de novas formas de manifestações artísticas e lançam discos nada convencionais, como 'Two Virgins' ( que se tornaria famoso pela capa dos dois nus ), 'Life With The Lions' e 'Wedding Album'. Nesse mesmo ano, os dois são pegos com haxixe numa batida policial e participam do especial dos Rolling Stones 'Rock'n'Roll Circus'.

Também com Yoko, fez uma série de filmes Avant Garde, como 'Fly','Self Portrait', 'Smile' e 'Erection'. As campanhas pela paz, como as famosas entrevistas na cama em um hotel em Toronto, ou simplesmente dentro de um saco, fizeram do casal símbolos da paz, ou para muitos apenas sinônimos da 'loucura'.

Formou a banda 'The Plastic Ono Band' ( banda conceitual, sem nenhum membro fixo ) para um concerto pela paz em Toronto, e sua música 'Give Peace a Chance' tornou-se hino do movimento Hippie.

Com o rompimento dos Beatles, em 1970, John viu-se só com Yoko, e ambos gravaram vários discos juntos. A teoria do 'grito primal' do dr. Artur Janov, deu origem ao seu 1º disco solo, 'John Lennon / Plastic Ono Band', de 1970, e 'Imagine', seu segundo álbum tornou-se um fenômeno de vendas e a música sua obra prima.

No final de 1971 o casal voa para Nova York, onde estabelecem residência, fato pelo qual durante quase 5 anos fez com que John não pudesse sair dos Estados Unidos, pela falta do visto de permanência ( devido a sua posse de drogas na Inglaterra ). Só iria conseguir a 'Green Card' em 1976.

Campanhas anti-Vietnã e engajamentos políticos fizeram dele uma pessoa 'perigosa' para o Governo de Richard Nixon, e muitas vezes foi seguido pela FBI e teve seu telefone grampeado. Nessa época, ele e Yoko lançam o disco conjunto 'Sometime in New York City'.

Em 1973 John e Yoko fazem uma breve separação e John passa a viver em Los Angeles com sua secretária May Pang. Nessa fase grava dois discos: 'Mind Games' e 'Walls and Bridges', que são mais comerciais e tem pouco da linha ferina típica de John. Nessa época começa a gravar o disco 'Rock'n'Roll', que só seria terminado 2 anos mais tarde, contendo vários clássicos do Rock.

O 'Long Weekend' de John termina em 1975, quando após uma participação no Madison Square Garden em um show de Elton John, encontra Yoko Ono nos camarins e ambos reatam o 'affair'.

Compram vários apartamentos no edifício Dakota, em NY, onde John se torna pai pela 2ª vez. Sean Ono Lennon nasce no mesmo dia do aniversário de John, em 09 de Outubro de 1975. John começa então um jejum musical de 5 anos, fazendo pão e vendo seu filho crescer. Yoko toma conta dos negócios.

O movimento 'New Wave' de 1980 deu fôlego a John e Yoko para retornarem aos estúdios, quando gravam o disco 'Double Fantasy'. O Disco se torna um megassucesso.

Era como um recomeço. Porém em 8 de dezembro do mesmo ano, John foi assassinado em Nova York por Mark David Chapman, quando retornava do estúdio de gravação junto com a mulher.

Dentre as composições de destaque de John Lennon (creditadas a Lennon/ McCartney) estão "Help!", "Strawberry Fields Forever" e "All You Need Is Love", "Revolution", "Lucy in the Sky with Diamonds", "Come Together", "Across the Universe, "Don't Let Me Down" e na carreira solo "Imagine", "Instant Karma!", "Happy Xmas (War is Over)", "Woman", "(Just Like) Starting Over" e "Watching the Wheels".

Recebe Estrela da Calçada da Fama de Hollywood em 30 de setembro de 1988.

Em 2002, John Lennon entrou em oitavo lugar em uma pesquisa feita pela BBC como os 100 mais importantes britânicos de todos os tempos.

Recentemente, em 2008, John foi considerado pela revista Rolling Stone o 5º melhor cantor de todos os tempos.

Foi considerado o 55º melhor guitarrista de todos os tempos pela revista norte-americana Rolling Stone.

Foram poucos os discos solo que John deixou, mas seu legado é enorme, e com certeza, John é o que se pode ser proclamado um dos músicos do século.

Hoje ouviremos 2 grandes clássicos de sua carreira solo...”Imagine” e “Woman”.

Imagine



Woman


Grande abraço e até semana que vem. Long Live,Rock ‘n Roll \o/


0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta nossa Fanpage!

Receber Receitas

Tecnologia do Blogger.

Seguidores

Arquivo do blog

Visitantes